Resumo do episódio #1.02 de Watchmen: “Martial Feats of Comanche Horsemanship”

O segundo episódio da temporada de estreia de Watchmen, escrito por Damon Lindelof e Nick Cuse, e dirigido por Nicole Kassell, segue cada vez mais evasivo quanto à narrativa principal, sem conferir qualquer pista sobre o que quer que seja a trama desse novo universo inspirado na Graphic Novel homônima criada por Alan Moore e Dave Gibbons, e no filme de 2009, dirigido por Zack Snyder. Depois do brutal assassinato de um personagem importante ao final do episódio anterior, Angela tem flashbacks de sua vida como policial ao mesmo tempo em que confronta um suspeito bastante peculiar. Enquanto isso, uma peça de teatro nada convencional é apresentada à uma plateia de apenas uma pessoa.

3d1a23ac746e1989f2a237a40d8af0ae153f289f6b1f84994b6b813b443697656a5867c8725d50a94f75206259424f5e

O episódio tem inicio com Angela Abar (Regina King) levando Will Reeves (Louis Gossett Jr.) para interroga-lo antes de prendê-lo pela morte do chefe de policia, Judd Crawford (Don Johnson). Ele insiste dizer ser o autor do assassinato, e sugere até mesmo ser o Dr. Manhattan como forma de justificar a possibilidade de ter cometido o crime à despeito de estar preso à uma cadeira de rodas. Angela o deixa aprisionado em sua loja que serve como esconderijo para seu álter ego como Sister Night e volta ao local onde o corpo de Crawford é encontrado pela policia. Flashbacks dão conta de revelar como foi a “Noite Branca,” qual seja, a véspera de Natal em que membros da “A Sétima Cavalaria” invadiram quarenta casas de policiais para chacina-los, o que possibilitou à força policial fazer o uso de máscaras para proteger suas identidades. Nessa noite, Angela, gravemente ferida por um invasor, é visitada por Crawford, também ferido, no hospital. Seu parceiro foi morto, e ela adotou seus filhos. No presente, em retaliação à morte de Crawford, Red Scare (Andrew Howard) ordena uma investida em Nixonville, um acampamento miserável conhecido por suas atividades ligadas à “Sétima Cavalaria,” e o caos impera com pessoas sendo arrastadas de suas casas por policiais que as esmurram, eletrocutam e algemam.

ae509f3485be615de535536fe3bbc57331e56a714b548dd9a60d3daacf779c879cda751bef1be97344c28d6e483d8ec1

Depois de ouvir de Will que Crawford foi morto por “guardar esqueletos no armário,” Angela decide literalmente investigar o armário do ex-chefe de policia e, para sua surpresa, descobre uma roupa branca da Klu Klux Kluan escondida por uma parede falsa. A devastadora revelação coloca em cheque tudo o que Angela acreditava, e tudo fica ainda mais complicado depois dela ainda descobrir que Will é seu avô. Mas nada é mais desgastante do que o gancho final. Depois de anunciar ter amigos em “lugares altos” enquanto é algemado, Will é resgatado por uma aeronave que com um ímã gigante levanta o carro de Angela com ele sentado dentro, para então desaparecer na noite. Claro que o episódio tem ainda mais surpresas desconexas, como o infame “American Hero Story,” a série de super-heróis dentro da série que adapta a autobiografia de Hollis Mason, o primeiro Coruja do Watchmen. No capítulo mostrado em Martial Feats of Comanche Horsemanship, o vigilante Hooded Justice (Cheyenne Jackson) impede de forma extremamente violenta um assalto numa loja de conveniências, deixando as vitimas por ele salvas em estado de choque. Ao final, perguntado pelo dono da loja quem ele é, Hooded Justice responde que se soubesse a resposta não usaria uma máscara. Seria ele Will Reeves?

O melhor do episódio fica por conta de Adrian Veidt/Ozymandias (Jeremy Irons) em seu château sabe-se lá aonde, onde é o único na plateia da peça “O Filho do Relojoeiro.” Nesse cenário, é não apenas revelado que seus empregados, Phillips (Tom Mison) e Crookshanks (Sara Vickers), são clones, como também que a peça nada mais é do que a reprodução da história de como Jon Osterman se transformou no Dr. Manhattan.

Watchmen é uma série original do canal HBO e pode ser conferida via TV à cabo ou on streaming.

Anúncios

Deixe um Comentário

Anúncios
Anúncios