Inacreditável: resumo primeira temporada

Inacreditável (título original: Unbelievable) é uma série limitada com oito episódios desenvolvida e criada por Susannah GrantMichael ChabonAyelet Waldman, inspirada no artigo vencedor do prêmio Pulitzer, An Unbelievable Story of Rape, escrita pelos jornalistas Ken Armstrong e T. Christian Miller e publicado no The Marshall Project e no ProPublica. A trama se passa em duas diferentes linhas temporadas, 2008 e 2011, e em duas localidade, Washington e Colorado, e adapta a história de algumas vitimas de um estuprador em série, em especial de uma adolescente desacreditada pela policia e acusada de crime de falso testemunho três anos antes da prisão do suspeito após as exaustivas investigações realizadas por duas destemidas detetives.

Unbelievable4

A narrativa começa em 2008, em Lynnwood, Washington, onde Marie Adler (Kaitlyn Dever), uma adolescente de dezoito anos criada por uma família adotiva e que agora participa de um programa de serviços sociais para jovens problemáticos, é vitima de um ataque em seu dormitório onde é estuprada por um homem mascarado armado com uma faca que logo depois a fotografa com uma câmera digital. Consolada por sua mãe adotiva, Judith (Elizabeth Marvel), Marie relata à um policial fardado o ocorrido e, quando os detetives Parker (Eric Lange) e Pruitt (Bill Fagerbakke) chegam ao local, ela se vê obrigada à repetir tudo o que aconteceu, bem como à responder uma série de perguntas na delegacia. Depois de um longo exame pericial, Marie é novamente interrogada por Parker e Pruitt, que, depois de colherem o depoimento de Judith de que a garota gosta de ganhar atenção, decidem que seu relatório é falso e a pressionam a se retratar, ao que o caso é dado por encerrado, custando-lhe a confiança de seus conselheiros e amigos do programa. Numa segunda linha temporal, em 2011, em Golden, Colorado, a detetive Karen Duvall (Merritt Wever) investiga o estupro de Amber Stevenson (Danielle Macdonald), e ao descobrir a existência de um caso similar em Westminster, passa à trabalhar com a detetive Grace Rasmussen (Toni Collette).

unbelievable-103-unit-00946r-1569235602

No ano de 2008, uma transtornada e traumatizada Marie tenta fugir das lembranças da violência sexual sofrida e da verdade inconveniente que a faz enfrentar dificuldades no trabalho e se isolar cada vez mais dos amigos. Tendo apenas algum conforto através de Judith, e dos também ex-pais adotivos, Colleen (Bridget Everett) e Al (Brent Sexton), os quais, no entanto, não podem fazer muito, na medida em que Marie se torna cada vez mais reclusa, recusando-se ainda à desmentir sua alegação de que teria sido falso seu relatório acerca do estupro, a jovem acaba eventualmente sendo acusada por falsa acusação policial. Enquanto isso, em 2011, as investigações para descobrir a identidade daquele que é apontado como um estuprador em série avançam. Duvall e Rasmussen trocam detalhes dos casos em que respectivamente trabalham, visitam duas outras vitimas potenciais do agressor e revisam todos os arquivos de crimes similares reportados no estado nos últimos seis anos, ao que descobrem uma nova vitima, a qual lhes revela uma importante informação que as faz concluir que o suspeito seria um policial. Um novo indício de que o agressor trafegava pelas redondezas antes de cometer seus crimes leva Duvall e Rasmussen à finalmente chegar ao verdadeiro autor dos estupros, culminando num grande desfecho para o caso nos dois últimos episódios da temporada, enquanto Marie busca justiça pelo erro do sistema que maculou sua vida quase tanto quanto a violência física sofrida.

Excelentemente bem produzida e adaptada, Inacreditável é uma das melhores surpresas do ano na Netflix. Inacreditável como o próprio título indica, a narrativa é não apenas intensa como trágica e emocionante ao contar com a gravidade que merece a trajetória das vitimas de agressões sexuais, principalmente no contexto especial envolvendo a personagem Marie, que tem a vida destruída por conta de um erro policial que a faz abandonar sua queixa-crime para ainda acabar no banco dos réus por uma injusta acusação. Inteligente, intrigante e com potencial para novas temporadas baseadas em histórias similares, Inacreditável é uma produção bastante reflexiva que a torna muito mais do que mero entretenimento.

A primeira temporada de Inacreditável está disponível via Netflix.

Anúncios

Deixe um Comentário

Anúncios
Anúncios