Resumo do episódio #3.13 de The Handmaid’s Tale: “Mayday” (final de temporada)

No último episódio da terceira temporada de The Handmaid’s Tale, June coloca em ação seu grande plano para transportar cinquenta e duas crianças para fora de Gilead com a ajuda de Joseph e de várias Marthas e aias. Em Toronto, Fred vira o jogo enquanto Serena tenta refazer sua vida ao lado de Nichole.

https-specials-images.forbesimg.com-imageserve-5d54142a68cb0a000916ff7e-960x0.jpg

O episódio começa com um flashback de June (Elisabeth Moss) quando da ascensão de Gilead. Depois de capturada na floresta e separada de Hannah (Jordana Blake) e de Luke (O-T Fagbenle), ela é levada juntamente com várias outras mulheres à uma espécie de campo de concentração, onde todas são despidas, examinadas e submetidas à uma rigorosa triagem. Ela tenta desesperadamente saber de sua filha, mas assim como todas as demais mulheres, é humilhada e escorraçada por guardiões fortemente armados. No presente, June retorna das compras escoltada por um guardião. Cada aia com a qual esbarra enfia discretamente em sua sacola um sabão que eventualmente será derretido e usado para camuflar as janelas da casa dos Lawrence com fins de não chamar a atenção dos guardiões que circulam pelas ruas para o que acontece lá dentro. O inesperado acontece quando uma Martha chega cedo demais para se reunir na casa dos Lawrence com uma criança, Kiki (Kate Moyer). June as acolhe, forma um vínculo com a menina, e descobre que elas vieram à pé de Lexington, uma viagem de quase dezoito quilômetros. A Martha em questão entra em pânico e decide voltar atrás temendo ser descoberta, mas June a ameaça com uma arma e quase a mata antes que ela corra e desapareça pela floresta deixando Kiki para trás.

960x0.jpg

Enquanto isso, em Toronto, Serena (Yvonne Strahovski) conquista muito mais regalias ao descobrir que eventualmente terá direito à um cartão de acesso que lhe permitirá sair para fora do edifício, possibilitando-a de encontrar um novo lar no qual deve morar com a filha Nichole. Fred (Joseph Fiennes), obviamente, não tem tanta sorte, e é interrogado por autoridades internacionais sobre como são realizadas as reuniões do conselho de comandantes em Gilead, quantos participam do conselho e qual é sua função. Exaurido, ele é então deixado à sós com Mark Tuello (Sam Jaeger), ao qual revela crimes também cometidos por Serena em Gilead. Tuello explica o acordo feito com Serena, e que ela estaria imune de qualquer acusação por ter sido relegada ao papel de mero objeto de acordo com Gilead, mas Fred garante que a esposa fez algo que vai muito além das leis de Gilead. Mais tarde, enquanto recebe a visita de Nichole, Serena é interrompida por Tuello, que lhe dá voz de prisão pelo cometimento de crimes contra a humanidade, escravidão sexual e estupro de June. Antes que Serena possa explicar que participava das cerimônias de estupro como obrigação sob pena capital, Tuello revela que seu crime é ter encorajado June à fazer sexo com Nick (Max Minghella) para engravida-la e posteriormente reivindicar a criança como sua, o que não estaria previsto no acordo.

the-handmaids-tale-season-3-episode-13-lawrence.jpg

De volta à Gilead, Joseph (Bradley Whitford) volta de um encontro com comandantes e informa June que a operação deve ser cancelada, pois a Martha que chegou antes da hora chamou a atenção e há guardiões por toda parte à procura dela e da criança. Como se acreditasse que tem o poder sobre tudo o que se passa, Joseph é então confrontado por June, que revela, com arma em punho, ser ela a pessoa responsável por toda a operação, e que o plano vai seguir seu curso normal. Ela então ordena que ele volte para seu escritório e consiga um mapa, já que as Marthas e as crianças terão que seguir à pé até o aeroporto. Pouco depois, June e algumas Marthas preparam o caminho à ser seguido pela floresta, marcando-o com lenços amarrados nas árvores. Ao voltar para a casa dos Lawrence, June encontra o escritório de Joseph repleto de Marthas e com as cinquenta e duas crianças, enquanto ele lê para elas A Ilha do Tesouro. June se prepara para partir com todas elas, e convida Joseph à se juntar à comitiva, mas ele aponta que o desejo de Eleanor (Julie Dretzin) seria o de que ele ficasse para trás para limpar sua própria bagunça—o que talvez signifique que o personagem será capturado por traição por ter colaborado com todo o plano ordenando a abertura de fronteiras.

the-handmaids-tale-season-3-episode-13-rebecca.jpg

June, Janine (Madeline Brewer), Alma (Nina Kiri), Rita (Amanda Brugel), Beth (Kristen Gutoskie), Sienna (Sugenja Sri) e várias outras Marthas e aias, escoltam as crianças pela floresta até o aeroporto, e tudo sai conforme o planejado, exceto pelo fato de que guardiões patrulham o local. Tudo parece perdido até que June, motivada por Kiki quando esta lhe diz não se importar com a longa caminhada por acreditar que sacríficos precisam ser feitos, ordena que Rita encontre uma entrada na cerca e leve as crianças até o avião enquanto cria uma distração para os guardiões. Sozinha, ela caminha pela floresta, e antes de fazer qualquer coisa, descobre que Janine, Alma, Beth, Sienna e várias outras se juntam à ela. Armadas com pedras, aias e Marthas escondidas na mata atiram contra os guardiões, os quais revidam com tiros de metralhadora, matando muitas delas. June então atrai um deles para a floresta, e leva um tiro. Quando ele se aproxima, ela atira nele, e o faz avisar os demais guardiões pelo rádio de que foi alarme falso antes de finalmente mata-lo. Ao ver o avião partir, June finalmente se rende ao ferimento. No Canadá, o avião é recebido por autoridades e voluntários, dentre os quais, Luke, Moira (Samira Wiley) e Emily (Alexis Bledel). Enquanto Kiki encontra o pai entre os voluntários, o que dá esperança à Luke de rever a mulher e a filha, Emily reconhece Rita no meio da multidão, e a recepciona, para então ela e Luke descobrirem que tudo aquilo foi obra de June.

O episódio termina na manhã seguinte, onde uma ainda consciente June é encontrada por Janine, Alma e outras aias. Elas a carregam pela floresta enquanto June lembra vividamente de momentos de alegria ao lado de Luke e de Hannah antes de Gilead, para então fechar os olhos no que deve ser o grande gancho para a próxima temporada acerca de sua sobrevida ou não. Espera-se que a personagem tenha partido desta para melhor, pois as devastadoras consequências de seu feito sobre as demais aias de Marthas serão certamente muito mais interessantes de serem conferidas do que as caras e bocas em close da personagem para uma audiência cada vez mais cansada de vê-la perder a chance de escapar do inferno de uma vez por todas.

A terceira temporada The Handmaid’s Tale pode ser conferida via Hulu e ITunes.

Anúncios

Deixe um Comentário

Anúncios
Anúncios