The Boys: resumo primeira temporada

The Boys é uma série de humor negro criada e desenvolvida para a Amazon Prime Video por Eric Kripke e Seth Rogen, que adapta os quadrinhos de mesmo nome de Garth Ennis e Darick Robertson, publicados entre 2008 e 2014 pela Dynamite. Tendo como cenário o irreverente e satírico universo onde super-heróis tão populares quanto celebridades, tão influentes quanto políticos e tão reverenciados quanto deuses, abusam de seus superpoderes ao invés de usá-los para o bem, um grupo de vigilantes ordinários—e com motivação de sobra—embarca numa jornada heróica para expor a verdade sobre os Seven, superpoderosos corrompidos enquanto institucionalizados por uma obscura corporação.

MV5BNzkwYWY3MzgtMTZhMy00MTQxLTliMDEtOGYwNjIzNDk5MzQ4XkEyXkFqcGdeQXVyODk4OTc3MTY@._V1_SY1000_SX1500_AL_

A temporada começa com a introdução de dois dos mais poderosos membros do Seven, um grupo de super-heróis à serviço da população, mas cuja propriedade pertence à Vought, uma poderosa corporação internacional encarregada de sua publicidade e monetização, que tem Madelyn Stillwell (Elisabeth Shue) como vice-presidente. Nos instantes iniciais do episódio piloto, Homelander (Antony Starr) e Queen Maeve (Dominique McElligott), super-heróis à la Superman e Mulher-Maravilha, impedem o assalto à um carro forte. Paralelamente, a audiência é apresentada à Hughie Campbell (Jack Quaid), um sujeito comum que vê Robin (Jess Salgueiro), sua namorada, transformar-se em vários pedaços depois de atingida pelo velocista A-Train (Jessie T. Usher), membro do Seven supostamente tentando impedir um crime. Transtornado e desiludido com os super-heróis, Hughie cruza o caminho de Billy Butcher (Karl Urban), um mercenário que odeia os Seven e que se apresenta falsamente como um agente federal atrás “de podres” dos superpoderosos. Recrutado por Butcher para um encontro com A-Train para um pedido formal de desculpas pelo ocorrido com Robin, Hughie instala um microfone na sala de reuniões na sede da Vought. Nada sai conforme o planejado quando Translúcido (Alex Hassell), membro do Seven capaz de ficar invisível, descobre Hughie e o segue. Com a ajuda de um antigo comparsa, Frenchie (Tomer Capon), um mercenário habilidoso em munições, infiltração e comunicações, Butcher e Hughie conseguem se livrar do membro invisível do Seven antes que Homelander os encontre.

MV5BODgwMjIxNzgtOTE5Zi00NDQzLWI2M2MtMThiYTM2MzkzN2EyXkEyXkFqcGdeQXVyODk4OTc3MTY@._V1_SY1000_SX1500_AL_

Nesse meio tempo, tem a trajetória de Annie January/Starlight (Erin Moriarty), uma garota do interior com capacidade de emitir luz que eventualmente se torna membro dos Seven. Diferentemente dos colegas super-heróis, ela realmente quer fazer a diferença e ajudar as pessoas, mas acaba entrando em conflito direto com a equipe de marketing da Vought. Como se não bastasse, em seu primeiro dia como membro dos Seven, ela é recebida por seu super-herói favorito, The Deep (Chace Crawford), que a coage à fazer sexo oral. Eventualmente, Annie conhece Hughie, o qual lhe confere algum conforto em contrapartida à sua nova (e nada gloriosa) realidade sem saber ser ele um vigilante agindo contra os Seven, ao passo em que ele é forçado por Butcher à usa-la com fins de se aproximar dos segredos da Vought. Tudo fica mais intenso quando é descoberto que A-Train estaria fazendo uso de uma droga sintética chamada Componente V, a qual não apenas intensifica os poderes dos super-heróis, como seria a responsável por originalmente conferir suas habilidades especiais desde bebês. Nesse cenário, os vigilantes liderados por Butcher, que passam à se chamar The Boys passam à também contar com a ajuda de Marvin “Mother’s Milk” (Laz Alonso), antigo companheiro de Butcher que tem aversão pela ideia de voltar à trabalha com Frenchie, e de Kimiko (Karen Fukuhara), uma garota muda e superforte que foi forçada à fazer parte de uma organização terrorista antes de ser contrabandeada para a América pela Vought como parte do obscuro plano da companhia de criação de super-terroristas como forma de conseguir apoio necessário para conseguir um contrato dos Seven com a defesa nacional.

MV5BODgxZGMxMzEtZWI5Ny00OTRiLWI4Y2UtYmE5ZmNiYTAwNjk3XkEyXkFqcGdeQXVyODk4OTc3MTY@._V1_SY1000_SX1500_AL_

Quando os Boys se aproximam da verdade sobre os planos da Vought, mal sabem eles que Homelander, o símbolo máximo do patriotismo e principal produto da companhia, quer mais independência, e planeja muito mais do que Stillwell—única capaz de controla-lo—pode lhe oferecer. Assim, enquanto investiga por sua própria conta segredos e mentiras de seus empregadores, Homelander—e seu imenso complexo de Übermensch—é atormentado por lembranças de uma infância vivida em laboratórios. No clímax de final de temporada, Annie/Starlight precisa lidar com a descoberta de que Hughie faz parte do grupo de vigilantes que quer destruir os Seven, enquanto pessoas próximas dos Boys se tornam alvo dos planos mesquinhos da Vought e Butcher precisa agora contar com todo o apoio da diretora da CIA, Susan Raynor (Jennifer Esposito), ao passo em que antigos segredos vem à tona. Nesse cenário, a origem do ódio mortal de Butcher pelos super-heróis é finalmente revelada quando descoberto que sua esposa, Becca (Shantel VanSanten), ex-diretora de marketing da Vought, teria sido estuprada por Homelander há oito anos, estando desaparecida desde então. Numa tentativa de confrontar Homelander sobre o ocorrido, Butcher torna Stillwell refém, enquanto Hughie precisa confrontar sua própria for pessoal ao ter que lidar com A-Train. Numa grande reviravolta final, Annie se alia aos Boys para ajudar Hughie, e Butcher é salvo por Homelander de uma tentativa de suicídio para depois descobrir que Becca está viva, e que teve um filho com Homelander.

Com uma primeira temporada deliciosamente irreverente, cínica e violenta, The Boys chega em boa hora para mostrar uma realidade completamente diferente do fictício universo dos super-heróis. Obviamente que o elenco principal ajuda, com destaques para Elisabeth Shue, Karl Urban e Jack Quaid, embora quem muitas vezes roube a cena seja o falso e malévolo Homelander de Antony Starr. As participações especiais também não deixam nada à desejar, como as de Simon Pegg como o pai de Hughie, e de Haley Joel Osment como um super-herói e ex-astro infantil decadente.

Ao subverter as expectativas do gênero familiar, com reviravoltas sombrias e muitas cenas de sexo e violência, a série tem bons momentos de diversão e sequências de ação dignas de superproduções. Com um grande gancho final, The Boys tem potencial para uma segunda temporada—oficialmente confirmada—ainda mais surpreendente.

Todos os episódios de The Boys estão disponíveis via Amazon Prime Video.

Anúncios

Deixe um Comentário

Anúncios
Anúncios