Resumo do episódio #3.07 de The Handmaid’s Tale: “Under His Eye”

No sétimo episódio da terceira temporada de The Handmaid’s Tale, June arrisca tudo e mais um pouco ao envolver Eleanor numa tentativa desesperada de conseguir ver Hannah mais uma vez. Enquanto isso, em Washington D.C., Serena e Fred contemplam o futuro promissor que podem ter na alta roda de esposas e comandantes, ao passo em que Emily, na Little America, em Toronto, é forçada à confrontar os crimes que cometeu em Gilead.

pGlF3jKXiiMWJTCsNqHjHmLEayi.jpg

O episódio começa com June (Elisabeth Moss) e vários aias forçadas à executar por enforcamento traidores de Gilead em praça pública sob ordens de Tia Lydia (Ann Dowd). Mais tarde, no mercado, Ofrobert (Nina Kiri) intermedia um encontro secreto entre June e Frances (Ordena Stephens), a Martha dos Mackenzie, os quais adotaram Hannah (Jordana Blake). Desconfiada, a aia companheira de caminhadas de June, Ofmatthew (Ashleigh LaThrop) observa à distância as duas conversarem enquanto fingem fazer compras. Frances dá a dica à June de que ela pode tentar conseguir ver a filha naquele mesmo dia indo ao portão principal da escola onde estuda em Brookline, procurando por um determinado guardião capaz de ajuda-la. Beth (Kristen Gutoskie) recusa acompanha-la, e June decide convencer Eleanor (Julie Dretzin), sob o falso pretexto de que se trata de uma simples caminhada. Ao longo do trecho, June nota o discreto repúdio de Eleanor quanto à Gilead depois que as duas cruzam com Naomi (Ever Carradine), a qual passeia com a bebê filha de Janine (Madeline Brewer), e lhe revela então sua verdadeira intenção. Eleanor decide continuar a missão com June, mas enquanto esta tenta escutar a voz de Hannah através dos altos muros, Eleanor tem uma crise de histeria quando são impedidas de entrar. De volta à casa dos Lawrence, Joseph (Bradley Whitford) coloca a esposa para repousar sem saber o verdadeiro motivo para a saída, e June apenas lhe diz que ele deveria ter visto como Eleanor parecia viva durante a caminhada.

alexisbledel-1200x800.jpg

Em Toronto, Lena (Sarah McVie), a diplomata suíça que tentou acordo com June quanto ao destino de Nichole no episódio anterior, encontra com Emily (Alexis Bledel), a qual está acompanhada de sua esposa, Sylvia (Clea DuVall). Gilead forneceu detalhes sobre os crimes cometidos por Emily, como o roubo de um veículo, o qual usou para atropelar um guardião, bem como a tentativa de assassinato de Tia Lydia. Emily confirma todas as acusações, e Sylvia a defende explicando que a esposa era constantemente torturada por Tia Lydia. Lena informa não se sentir confortável fazendo tais perguntas. Depois do encontro, Sylvia revela não se importar com o que Emily fez em Gilead. Mais tarde, Emily encontra com Moira (Samira Wiley) num café, e as duas tentam se conectar. Elas falam sobre Nichole, e como o Canadá precisa se posicionar quanto à tirania histérica e a ambição por crianças em Gilead, e que Nichole é refugiada assim como elas. As duas falam sobre seus antigos trabalhos e estudos. Moira então informa estar atrasada para um protesto contra o Ministro da Imigração, e Emily pergunta se pode ir junto. Moira confronta o político na rua junto com várias outras manifestantes, incluindo Emily, sobre as negociações com Gilead para a entrega de Nichole, apontando ser ela uma refugiada. Ele informa que a verdadeira mãe abriu mão dos direitos da filha, e Emily intervém, protestando ser mentira e que arriscou a vida para trazer a bebê como refugiada ao Canadá à pedido da mãe da criança. Os manifestantes são levados presos. Na cadeia, Emily revela ter matado uma esposa nas colônias, e Moira aponta ter assassinado um comandante.

MV5BMjNiMGMzYjctMzJiNS00ZmEwLThkYjEtMDc5NjFkYTRmNDdmXkEyXkFqcGdeQXVyMjYwNDA2MDE@._V1_SY1000_CR0015281000_AL_.jpg

Em Washington D.C., Olivia (Elizabeth Reaser) encoraja Serena (Yvonne Strahovski) à aceitar a capital como seu novo lar, e a leva para visitar uma nova potencial casa para ela e Fred (Joseph Fiennes). Enquanto isso, o comandante Winslow (Christopher Meloni) revela à Fred que o Canadá está considerando extraditar Nichole, e diz que tão logo isso aconteça, Gilead terá um precedente à seu favor, e vários outros refugiados poderão ser trazidos de volta. Winslow explica que, no momento, é importante que os Waterford tenham paciência, e que Nichole pode ainda ter que ficar mais tempo no Canadá. À noite, Serena e Fred se encontram num suntuoso banquete com vários outros comandantes e esposas. Ela fala da visita à uma galeria de arte, e os dois lembram da última vez em que estiveram ali, quando do chá de bebê da prima de Serena. Os dois falam sobre a possibilidade de terem um novo lar em Washington D.C., e Fred agradece a paciência de Serena para ter Nichole de volta. Ele explica como Gilead acha que seria mais conveniente para a bebê Nichole permanecer no Canadá, e lhe pede para não pressionar por um cronograma porque ele ainda não tem um. Mais tarde, os Waterford vão à um baile, onde são recepcionados pelos Winslow. Olivia introduz Serena à outras esposas, Evelyn (Lily Gao), Gabrielle (Silvia Platsis) e Ticona (Dominique Brownes). Vários casais estão dançando, e Fred e Serena se aproximam um do outro e começam à dançar, observados por todos.

O episódio termina com June e outras aias se preparando para mais uma execução por enforcamento de traidores de Gilead. Ofrobert lhe informa discretamente que os Mackenzie foram embora para não se sabe onde, e June é tomada por horror quanto vê que uma das condenada é Frances. Na volta para casa junto com outras aias, Ofmatthew diz que June deveria lhe agradecer por salva-la de sua tentação em rever a filha. June a confronta, e Ofmatthew revela ser espiã de Tia Lydia, e que entregou Frances. June agarra Ofmatthew pelo pescoço, perguntando se ela sabe o que fez, mas é contida por Ofrobert e outra aia.

A terceira temporada The Handmaid’s Tale pode ser conferida via Hulu e via ITunes.

Anúncios

Deixe um Comentário

Anúncios
Anúncios