Resumo do episódio #2.01 de Big Little Lies: “What Have They Done?” (estreia de temporada)

A nova instalação de Big Little Lies, produção serial desenvolvida para a HBO por David E. Kelley que adapta livremente o romance homônimo de Liane Moriarty—o qual termina pouco depois do desfecho da temporada anterior—segue em continuação aos eventos do primeiro arco de episódios, e traz as consequências na vida de cinco mulheres de Monterrey, Califórnia depois do assassinato do marido de uma delas. Entram em cena novos personagens, e tem inicio um arco que promete não deixar nada à desejar em contrapartida ao primeiro ano da série.

MV5BYjIzNTQ2YTQtMzI1MC00MDJhLWI0MmUtMjZkNDgwYjc3ZWRlXkEyXkFqcGdeQXVyNjg3MDMxNzU@._V1_SY1000_SX1500_AL_.jpg

Depois do conluio entre Madeline (Reese Whiterspoon), Celeste (Nicole Kidman), Jane (Shailene Woodley) e Renata (Laura Dern) para acobertarem o assassinato de Perry (Alexander Skarsgård) por Bonnie (Zoë Kravitz) ao final da primeira temporada, o episódio de estreia do novo ano da série começa com um novo ano letivo, e revela como “as cinco de Monterrey”—como são chamadas por locais—passam à seguir com suas vidas depois do ocorrido. Nesse cenário, Celeste continua com a terapia e conta agora com a presença constante da sogra, Mary Louise (Meryl Streep), que entra em cena para ajuda-la com os filhos gêmeos, Max (Nicholas Crovetti) e Josh (Cameron Crovetti), ao mesmo tempo em que tenta desvendar os misteriosos pesadelos da nora. Madeleine, que passa à trabalhar como agente imobiliária, demonstra ter voltado à uma relação saudável com o marido, Ed (Adam Scott), ao mesmo tempo em que lida com a difícil descoberta de que a filha mais velha, Abbie (Kathryn Newton), não quer ir para a faculdade, acabando com seus sonhos de mãe. Renata, por seu turno, encontra-se em sua melhor fase profissional, mas o desdém do marido, Gordon (Jeffrey Nordling), lança duvidas acerca de sua vida pessoal. Jane tem agora um novo trabalho, uma nova casa e recusa os cheques que Celeste secretamente lhe manda para Ziggy (Iain Armitage), na qualidade de herdeiro de Perry, ao mesmo tempo em que parece ter um romance à vista com seu colega de trabalho, Corey (Douglas Smith).

MV5BYjZhYWYzNTktZjdlOS00OTViLTg1YTMtYWQ5YWQxNzhjMzM3XkEyXkFqcGdeQXVyMjYwNDA2MDE@._V1_.jpg

E se na primeira temporada era Jane que era afligida por demônios do passado com flashbacks que a faziam lembrar da terrível noite que passou com Perry, quando foi estuprada e deixada gravida e à própria sorte, agora é a vez de Bonnie. Assombrada pelo fato de ter tirado uma vida, ela se fecha em seu mundo, e passa à ter dificuldades em se relacionar com o marido, Nathan (James Tupper), ao mesmo tempo em que evita Madeleine, Celeste, Jane e Renata, por mais que o terrível segredo de como se deu a morte de Perry as una. Preocupado com a esposa, Nathan até mesmo pede ajuda à Ed, o que mais uma vez traz à tona a cômica relação de ódio entre os dois. Paralelamente, é revelado que “as cinco de Monterrey” tem razão de sobra para se preocuparem, visto que a detetive Quinlan (Merrin Dungey) ainda não deu o caso da morte de Perry como encerrado, e Bonnie parece muito propensa à querer se entregar. Como se tudo isso não bastasse, tem ainda a complexa Mary Louise, a qual decide se instalar em definitivo na cidade para ficar perto de Celeste e dos netos, e que está decidida à descobrir o que houve na noite da morte do filho. Além de perigosamente encontrar pistas nos gritos de Celeste à cada pesadelo, a personagem ainda implica com Madeleine, garantindo duas das mais desconfortáveis e engraçadas sequências do episódio quando revela não gostar da melhor amiga da nora por fazê-la lembrar de uma colega de quarto que a teria decepcionado. E é ainda de Mary Louise o momento mais absurdo do episódio, quando grita na mesa de jantar para mostrar aos netos sua raiva pela morte do pai deles e mostrar que isso é natural.

Sem revelar ainda se Mary Louise é antagonista ou se a detetive Quinlan será o grande nêmeses das cinco mulheres que guardam o grande segredo do assassinato de Perry, o episódio confere indícios de que a temporada deve seguir com o mesmo estilo da primeira. Visualmente espetacular e impecavelmente produzida, Big Little Lies começa com grandes diálogos—como quando Jane e Celeste falam sobre Perry, e Jane pergunta se Celeste está feliz pela morte do marido, e ela apenas responde que é complicado; ou quando Madeleine confronta Bonnie sobre o que se passa com ela. Obviamente que os segmentos envolvendo Mary Louise são os mais deleitáveis, o que sugere que a personagem ainda vai dar muito o que falar ao longo dos próximos episódios.

Big Little Lies é uma série original do canal HBO e pode ser conferida via TV à cabo ou on streaming.

Anúncios

Deixe um Comentário

Anúncios
Anúncios