Resumo do episódio #8.01 de Game of Thrones: “Winterfell”

No primeiro episódio da última temporada de Game of Thrones, Jon e Daenerys chegam à Winterfell, mas são recebidos com ceticismo pelos nortenhos e confrontados por Sansa, que não aceita o fato de Jon ter abdicado de seu título por Daenerys. Enquanto isso, em Porto Real, Euron chega com a frota de ferro e a companhia dourada de Essos e finalmente é recompensado por Cersei, ao passo em que Theon prova seu valor e segue seu coração.

14thrones-recap-7-superJumbo.jpg

O episódio começa com Jon (Kit Harington) e Daenerys (Emilia Clarke) chegando à Winterfell. O imenso exército de Daenerys atravessa a cidade em direção ao castelo. Recepcionados por Sansa (Sophie Turner) e Bran (Isaac Hempstead Wright), Jon e Daenerys descobrem que o rei da noite tem agora Viserion como dragão, o qual destruiu a muralha, e que seu exército de mortos-vivos está se aproximando. Numa reunião com os nobres nortenhos em Winterfell, Daenerys não é tratada com boas vindas, mas Jon reforça que abriu mão de sua posição como rei do norte para salvar o norte. Tyrion (Peter Dinklage) aponta que é chegado o momento de todos unirem forças para um mal comum, e revela que um exército de Porto Real se aproxima para ajudar na batalha contra o rei da noite, o que é visto com ceticismo por todos os nobres e por Sansa. Mais tarde, Jon tem um emocionante reencontro com Arya (Maisie Williams), e voa no lombo de Rhaegal. Enquanto isso, Davos (Liam Cunningham), Varys (Conleth Hill) e Tyrion tentam encontrar uma forma do norte aceitar Daenerys como rainha.

MV5BZmIyMWYxNTMtMzYwZi00Y2M0LWFkYWQtYjUyMjY2ZDkyNTA3XkEyXkFqcGdeQXVyMjIyMTc0ODQ@._V1_.jpg

Em Porto Real, Cersei (Lena Headey) não se mostra nem um pouco preocupada ao descobrir que a muralha rompeu e recruta Bronn (Jerome Flynn) para assassinar Tyrion com a mesma arma que ele matou Tywin (Charles Dance), enquanto Euron (Pilou Asbæk) chega liderando a frota de ferro ao lado da companhia dourada de Essos. Ele se regozija de sua posição para Yara (Gemma Whelan), a qual é prisioneira em seu navio, e depois vai ao encontro de Cersei, que se mostra frustrada pelo fato da companhia dourada não ter conseguido trazer seus imponentes elefantes. Pouco depois, Euron cobra sua recompensa, que é deitar-se com Cersei, e ela o menospreza, dizendo que somente terá direito de possui-la depois da guerra. Ele sugere partir com a imensa frota que trouxe de Essos, e ela finalmente faz sexo com ele. Enquanto isso, Theon (Alfie Allen) e vários piratas da ilha de ferro resgatam Yara, a qual o esbofeteia logo depois de ser solta. De volta ao navio que deve leva-los para casa, Theon pergunta se eles não irão para Winterfell, mas Yara aponta que estarão bem mais seguros em casa, onde o exército de mortos-vivos não pode chegar. Ele transparece seu desejo de ir para Winterfell e lutar ao lado dos Stark contra o rei da noite, mas aponta que ficará ao lado de Yara, sua verdadeira rainha. Yara então ordena que ele siga seu coração e vá para Winterfell.

14thrones-recap-6-superJumbo.jpg

De volta à Winterfell, Sam (John Bradley) descobre da própria Daenerys—que lhe agradece pessoalmente por ter encontrado uma cura para a greyscale que acometia Jorah (Iain Glen)—, que seu pai e irmão foram mortos por não a terem aceitado como rainha. Furioso, ele vai ao encontro de Bran, que lhe diz que ele deve falar com Jon sobre sua verdadeira linhagem. Mais tarde, Sam encontra Jon na cripta da família Stark, e finalmente revela que ele é na verdade filho de Lyanna Stark com Rhaegar Targaryen e, portanto, legitimo herdeiro ao trono de ferro, e que Ned (Sean Bean) apenas cumpriu a promessa feita à irmã de que jamais deixaria que nada de mal lhe acontecesse, assumindo-o como filho. Jon fica sem reação. Nesse meio tempo, Tormund (Kristofer Hivju) e Beric (Richard Dormer) exploram um castelo devastado pelo exército de mortos-vivos, e encontram Edd (Ben Crompton) e vários cavaleiros da noite, bem como uma mensagem do rei da noite para os vivos. Na última cena do episódio, Jaime (Nikolaj Coster-Waldau) chega discretamente à Winterfell sem o exército de Porto Real como havia sido prometido por Cersei, e a primeira pessoa que ele encontra no pátio do castelo é Bran.

Pontos Altos do Episódio:

  • A chegada do exército de Daenerys à Winterfell. Alguém mais duvidava de que ela não seria bem-vinda? Contudo, a reação de todos ao ver Drogon e Rhaegal cortar os céus gelados do norte é impagável. Agora, se um casamento entre Jon e Daenerys pode ser a solução para o norte aceita-la como rainha, como Jon vai lidar com a situação sabendo a verdade sobre sua linhagem?
  • O primeiro reencontro de Sansa e Tyrion desde o casamento roxo. Muito mais parecida com Catelyn, e talvez a dama do coração de pedra na versão em live-action da saga literária, Sansa se mostra irredutível em aceitar Daenerys e zomba da ingenuidade de Tyrion em acreditar que Cersei cumprirá sua palavra de enviar um exército para ajudar o norte na guerra com o rei da noite. Alguém discorda dela nesse ponto?
  • O reencontro entre Jon e Arya. Valeu todo o episódio. Claro que eles são duas pessoas completamente diferentes depois de tudo o que passaram, mas no final das contas os dois ainda tem a mesma afinidade mostrada no episódio piloto.
  • O reencontro de Jon com Sam. Embora emocionante, Game of Thrones não tem mais tempo para enrolações, e embora Sam estivesse hesitante em revelar à Jon sua linhagem ao ponto de evita-lo desde sua chegada, tudo muda quando Daenerys revela ter matado seu pai e irmão. É o dilema se de fato Daenerys será uma boa rainha que começa a novamente ser deixado no ar. Será que Jon vai assumir sua herança como rei de Westeros?
  • Como será encarada a chegada de Jaime à Winterfell? Vale lembrar que tudo pesa em seu desfavor: além de ter atirado Bran da janela, ele matou Lady Olenna, aliada de Daenerys, tentou matar Daenerys, e ainda fez seu nome assassinando o pai desta.

A última temporada de Game of Thrones é transmitida pela HBO Brasil.

Anúncios

Deixe um Comentário

Anúncios
Anúncios