Dirty John: review primeira temporada

Dirty John (título original: Dirty John) é uma série antológica original do canal Bravo Networks e da Netlflix coproduzida por Charles Roven e Richard Suckle. A temporada de estreia adapta a história do golpista e sociopata John Meehan publicada em outubro de 2017 em formato de podcasts apresentados por Christopher Goffard para o Los Angeles Times.

MV5BZGYyYzM3YzAtNzE1MC00ODQ1LWJhMmQtY2I3ODFkMzg5YTE3XkEyXkFqcGdeQXVyNjc5Mjg0NjU@._V1_

A série começa com a rica empresária do ramo de design de interiores, Debra Newell (Connie Britton). Divorciada quatro vezes, ela tem três filhos adultos: Trey (Jake Abel), Veronica (Juno Temple) e Terra (Julia Garner). Decidida à investir num novo relacionamento amoroso, ela começa à encontrar com desconhecidos através de um site de namoros. Num desses encontros, ela conhece John Meehan (Eric Bana), o sujeito boa pinta, com ar descolado e um diploma em anestesiologia. Ela acaba imediatamente se apaixonando por ele, mas as coisas não saem como o esperado no primeiro encontro quando ele não consegue o que quer. Felizmente para John, Debra acaba lhe dando uma segunda chance, e os dois acabam eventualmente morando juntos e se casando à menos de dois meses de namoro, para horror da família de Debra, principalmente das filhas, que são extremamente desconfiadas de suas histórias. A visão de Debra acerca de seu idílico casamento acaba se desmanchando quando ela descobre o vício de John em narcóticos depois que ele sofre uma grave crise de intoxicação. Paralelamente, ela encontra documentos do marido que o apontam como réu em vários processos judiciais e como acusado em diversos inquéritos policiais envolvendo-o em crimes domésticos contra a ex-mulher, bem como roubo, posse de arma, tráfico de drogas, fraude, entre outros.

MV5BZWU2Y2FhZWItNzIzZS00ZWViLWJlNWEtNWViZjBkMzU3NTc2XkEyXkFqcGdeQXVyNjc5Mjg0NjU@._V1_

Com cenas em flashback da vida precedente de John, é revelado como ele começou desde pequeno à fazer pequenos golpes ao lado do pai, William (Shea Whigham). Depois de uma passagem pela prisão, John eventualmente mente e trai a própria irmã, Denise (Joelle Carter), e se casa por interesse com Tonia (Sprague Grayden), uma enfermeira que o ajuda na sua carreira como anestesiologista—embora seu objetivo no ramo da saúde seja o de apenas conseguir medicamentos para fins de uso como entorpecentes. Quando John é desmascarado por Tonia depois da descoberta de seu adultério com uma mulher bem sucedida, um divórcio complicado acontece, mas ele finalmente parte para uma nova série de golpes na Califórnia visando mulheres ricas. No presente, à despeito das descobertas de Debra, John consegue seu perdão, eis que ela acredita que o grande causador dos problemas de desvio de comportamento de John é sua adição em narcóticos. Ela então o ajuda à ficar sóbrio, e sem que a família saiba, aceita-o de volta, o que eventualmente causa grande abalo em sua relação com os filhos assim que a verdade vem à tona. Quando Debra descobre que John nada mudou, que continua à usar drogas e à mentir, ela finalmente decide dar um basta na relação. Mas seus problemas estão apenas para começar.

Excepcionalmente bem produzida e desenvolvida, Dirty John é uma das melhores produções para a televisão do gênero crime ao adaptar com muita maestria os seis capítulos da série de jornalismo investigativo para o Los Angeles Times. Intrigante e instigante, a narrativa prende a atenção do telespectador do inicio ao fim, e as performances de Connie Britton e de Eric Bana, que coproduzem a série, são arrebatadoras, enquanto Juno Temple e Julia Garner, como as filhas de Debra, não ficam nem um pouco atrás.

A primeira temporada de Dirty John encontra-se disponível via Netflix, e os seis capítulos da série em podcast que originou a série pode ser conferida na página oficial do Los Angeles Times.

Anúncios

Deixe um Comentário

Anúncios
Anúncios