Creed II : crítica de filme

Creed II (título original: Creed II) traz Sylvester Stallone e Michael B. Jordan de volta na pele de Rocky Balboa e de Adonis Creed sob a direção de Steven Caple Jr. e roteiro de Cheo Hodari CokerRyan Coogler e Sascha Penn. Depois dos eventos havidos em Creed (2015), Adonis se tornou campeão mundial dos pesos leves após uma sucessão da vitórias nos ringues. Dividido agora entre obrigações pessoais e treinos para uma importante luta contra aquele que deve ser seu maior adversário até então, ele é forçado à tomar decisões controversas ao passo em que precisa evitar os mesmos erros do passado cometidos por seu pai, o grande campeão Apollo Creed.

MV5BMjUxMTQ4ODIzM15BMl5BanBnXkFtZTgwNDA3NzY3NjM@._V1_SY1000_CR0015011000_AL_.jpg

O filme começa com a grande guinada na carreira de Adonis (Michael B. Jordan) depois de sua derrota para Wheeler (Andre Ward) no primeiro filme. Treinado por Rocky (Sylvester Stallone) ao longo dos três anos que se seguem, ele se torna campeão mundial dos pesos leves. Nesse cenário de grandes conquistas, ele propõe casamento para a namorada de longa data, Bianca (Tessa Thompson). Enquanto isso, na Rússia, Viktor Drago (Florian Munteanu), filho do ex-pugilista soviético Ivan Drago (Dolph Lundgren), responsável por tirar a vida de Apollo (Carl Weathers) no ringue durante uma luta há mais de 35 anos, cresce como campeão local, e chama a atenção do promotor de lutas, Buddy Marcelle (Russell Hornsby), que os leva aos Estados Unidos para um confronto entre Drago e Creed. Adonis aceita o combate, mas sem apoio de Rocky, que se recusa treina-lo para a luta temendo que a história de Apollo se repita. Em Los Angeles, Adonis busca a ajuda do filho ex-treinador do pai, Little Duke (Wood Harris), que substitui Rocky como seu preparador físico. Contudo, a lutar com Viktor é um desastre, e Adonis acaba gravemente ferido e hospitalizado, enquanto Viktor é desclassificado por acerta-lo enquanto ainda caído.

Na Rússia, Viktor se torna extremamente popular, e reconquista a atenção da mãe, Ludmilla (Brigitte Nielsen), a qual deixou Ivan logo depois de sua derrota contra Rocky há três décadas. Humilhado, Adonis culpa Rocky por sua derrota, e enquanto ajunta os próprios cacos, tenta refazer sua vida pessoal ao lado de Bianca quando a filha dos dois nasce com o mesmo problema auditivo da mãe.

MV5BNjA2MTM5NjUwMl5BMl5BanBnXkFtZTgwNTc0NDcwNjM@._V1_SX1500_CR001500999_AL_.jpg

Rocky, que também enfrenta seus próprios demônios ao não conseguir se reconectar com o filho, Robert (Milo Ventimiglia), acaba concordando treinar Adonis para uma revanche contra Viktor. Rocky e Little Duke levam então Adonis para um local isolado nos desertos da Califórnia descrito como o nascedouro dos campeões. Ali, Adonis faz rigorosos treinos pesados que em muito remontam os exercícios aos quais Rocky se submeteu em Moscou durante Rocky IV (1985) para sua grande luta contra Ivan na antiga União Soviética. A revanche entre Adonis e Viktor também acontece em Moscou, e Adonis usa em sua vantagem o fato de que Viktor se acostumou à vencer seus oponentes por nocaute cansando-o no ringue. Na plateia, além de Bianca e Mary Anne (Phylicia Rashad), viúva de Apollo e mãe adotiva de Adonis, também comparece Ludmilla, cuja presença causa grande impacto em Viktor. Assim como todos os seis filmes da franquia de Rocky, bem como o primeiro filme da saga de Creed, o final de Creed II é extremamente impactante e dramático, e mostra mais uma vez que o objetivo principal da narrativa é mais do que a busca pela vitória nos ringues, mas de redescobertas e superação pessoal.

Creed II é um filme onde tanto Adonis quanto Viktor buscam honrar o legado dos pais, e seguramente está longe de ser a despedida de Rocky do universo que o consagrou. Ao mais uma vez acertar quando mostra como um campeão chega ao auge da vitória, e recontar o combate entre Apollo e Ivan com novos personagens, Creed II traz também as lutas pessoais de cada personagem, especificamente no que diz respeito ao fato de que não podemos escapar de nosso passado, e que o futuro é promissor, principalmente quando diz respeito à pais e filhos.

Creed II entra em cartaz nos cinemas brasileiros no dia 24 de janeiro de 2019.

Anúncios

Deixe um Comentário

Anúncios
Anúncios