Caixa de Pássaros : crítica de filme

Caixa de Pássaros (título original: Bird Box) é um thriller de horror pós-apocalíptico dirigido por Susanne Bier, e produzido para a Netflix que adapta o romance homônimo de Josh Malerman. Na mesma veia de filmes como O Acontecimento (2008), de M. Night Shyamalan, A Estrada (2009), de John Hillcoat, e Um Lugar Silencioso (2018), de John Krasinski, a história gira em torno de uma mulher que precisa salvar os filhos pequenos de uma grande ameaça inexplicável que dizimou a humanidade, mantendo-os o tempo todo com os olhos vendados com fins de evitar que misteriosas entidades exerçam poder e influência capaz de fazê-los cometer atrocidades contra eles mesmos.

Screen-Shot-2018-12-17-at-4.21.30-PM.jpg

O filme começa com Malorie (Sandra Bullock) explicando à duas crianças, Menina (Vivien Lyra Blair) e Menino (Julian Edwards), que eles estão prestes à se aventurar numa travessia de barco por um longo rio, e que eles devem manter os olhos vendados o tempo todo, aconteça o que acontecer. Situado em duas diferentes linhas temporadas, a narrativa é alternada para cinco anos antes, quando Malorie ainda estava grávida. Visitada por Jessica (Sarah Paulson), sua irmã mais velha, as duas vão juntas à uma consulta de Malorie com a obstetra, enquanto noticias dão conta de relatar suicídios em massa em vários países da Europa. No hospital, pouco depois da consulta, enquanto Jessica espera Malorie no carro, o misterioso evento começa a acontecer nos Estados Unidos. Malorie testemunha uma mulher arrebentar a cabeça batendo-a várias vezes contra uma janela dentro do hospital. Pouco depois, na rua, o caos impera, e vários suicídios acontecem. Jessica, que conduz o veículo e planeja fugir para longe dali com a irmã, avista alguma coisa que a deixa como que hipnotizada, e provoca um acidente que quase mata as duas. Depois, ela sai do carro capotado, e se atira em frente à um caminhão. Desesperada, Malorie que se arrasta para fora do veículo e corre com uma multidão acaba sendo ajudada por Tom (Trevante Rhodes), depois de Lydia (Rebecca Pidgeon), suicidar-se na tentativa de também ajuda-la. Refugiados na casa de Greg (BD Wong), Malorie e Tom compartilham o espaço com Douglas (John Malkovich), marido de Lydia, Cheryl (Jacki Weaver), Lucy (Rosa Salazar), Charlie (Lil Rel Howery) e Felix (Machine Gun Kelly).

Ao descobrirem que isolados do mundo exterior estão à salvos, o grupo decide ficar ali e planejar o que fazer. No decorrer do tempo, no entanto, quando precisam de suprimentos, principalmente com a chegada de uma segunda grávida, Olympia (Danielle Macdonald), alguns dentre eles precisa sair e explorar o mundo exterior com os olhos vendados, ao que descobrem o quão ameaçadoras são as inexplicáveis entidades que o rondam.

1540458771_sandrasocial.jpg

Como se não bastasse o perigo sobrenatural que os cerca, o grupo precisa ainda lidar com seus próprios demônios, tornando eles próprios uma ameaça uns aos outros. Nesse cenário, Douglas, que nutre ódio constante por Malorie por responsabiliza-la pela morte de Lydia, vê qualquer estranho que bata à porta de Greg como uma ameaça, acreditando piamente na teoria de que é cada um por si, enquanto o casal Lucy e Felix foge com o único meio de transporte que pode leva-los para longe dali, deixando os demais à própria sorte. Porém, nada é pior do que acontece pouco depois da descoberta feita com a chegada de Gary (Tom Hollander), no sentido de que grupos de vândalos sem vendas nos olhos, não afetados portanto pelo que quer que seja que contaminou boa parte da população, estariam invadindo casas e obrigando as pessoas que ali estão refugiadas à olhar para a luz do dia, culminando na morte de inúmeros outros numa espécie de ritual de “purgação”. Diante dessa nova e ameaçadora revelação, o grupo precisa tomar decisões, não sem antes Malorie e Olympia entrarem em trabalho de parto ao mesmo tempo em que a vida de todos corre perigo. No decorrer dos cinco anos que se passam, Malorie e Tom sobreviveram, e formaram uma espécie de família com as crianças nascidas de Malorie e Olympia. Os quatro tentam sobreviver abrigados longe da cidade, enquanto enfrentam o mundo exterior com os olhos vendados e tem pássaros aprisionados numa caixa capazes de alerta-los do perigo, ao passo em que também precisam se esquivar dos grupos de pessoas sem vendas nos olhos.

Quando o cerco começa à se fechar, Tom consegue contatar uma suposta comunidade composta por sobreviventes que se encontram à milhas de distância, capazes unicamente de serem alcançados por um longa viagem de barco pelo rio. Obviamente que as coisas ficam complicadas antes que os quatro possam seguir em frente quando são surpreendidos por grupo de visitantes não afetados pelas entidades que planeja força-los à olhar para elas.

Considerada uma das melhores surpresas da Netflix no ano, Caixa de Pássaros não decepciona. Mesmo seus momentos de extrema apatia acabam sendo compensados pelas excelentes performances de Sandra Bullock e de John Malkovich, ou mesmo pela terrível sensação de horror intermitente.

Caixa de Pássaros encontra-se disponível via Netflix.

Anúncios

Deixe um Comentário

Anúncios
Anúncios