Resumo do episódio #8.09 de The Walking Dead: Honor

O nono episódio da oitava temporada de The Walking Dead inaugura a segunda fase do arco envolvendo a guerra total entre Alexandria, Hilltop e reino contra os salvadores, e chega à um momento clímax que pode finalmente culminar no fim do conflito.

MV5BMjIxODgwODA3MF5BMl5BanBnXkFtZTgwOTk1Mjg4NDM@._V1_SX1500_CR0,0,1500,999_AL_

Depois que Daryl (Norman Reedus) e Tara (Alanna Masterson) fizeram o plano de Rick (Andrew Lincoln) na guerra total ir por água abaixo sem saberem que Eugene (Josh McDermitt) conseguiu reverter o quadro para os salvadores, Negan (Jeffrey Dean Morgan) e seus homens foram à desforra contra Alexandria em How It’s Gotta Be. Nesse cenário, no entanto, Carl (Chandler Riggs), que foi mordido por um morto-vivo depois de salvar Siddiq (Avi Nash), conseguiu salvar todos os alexandrinianos, escondendo-os nos esgotos. Em Honor, Rick e Michonne (Danai Guria) encontram a comunidade destruída e Carl sendo consumido pela febre que antecede sua morte depois da infecção pela mordida.

MV5BMTg4MjU3ODg0OF5BMl5BanBnXkFtZTgwOTI2Mjg4NDM@._V1_SX1500_CR0,0,1500,999_AL_

O episódio efetivamente começa com a rotina de Carl pouco depois de chegar à Alexandria logo depois de ser atacado por um morto-vivo na floresta. A mordida é confirmada, e ele toma banho, faz um curativo e troca de roupa. Ao receber um bilhete de Michonne, ele tem a ideia de deixar cartas de despedida para todas as pessoas mais próximas à ele. Num dado momento, ele passa um tempo com Judith, e até mesmo tira uma foto com a irmãzinha. É a triste jornada de um garoto que mal se tornou adulto e que sabe que está prestes à morrer. Toda a dinâmica no salvamento dos alexandrinianos é deixada de lado, eis que mostrada no episódio anterior, e o que se segue é a descoberta de Rick de que o filho está morrendo. O segmento é de negação, de revolta e de sofrimento. Carl morre com um tiro por ele mesmo disparado contra a cabeça com a promessa de Rick de que o pai vai tornar real o sonho do filho, qual seja, de que tornará Alexandria a sociedade pacífica e harmoniosa vista no flashforward mostrado no primeiro episódio da temporada. Depois de enterrar Carl, vemos Rick com os olhos estalados sentado sob uma arvore com um ferimento e vitrais coloridos acima dele.

MV5BMTU3NzY0NjY5MF5BMl5BanBnXkFtZTgwNzI2Mjg4NDM@._V1_SX1500_CR0,0,1500,999_AL_

O segundo segmento do episódio acontece no reino. Depois do ataque do grupo de salvadores liderado por Gavin (Jayson Warner Smith) que aparece para reclamar a entrega de Ezekiel (Khary Payton), este consegue distrai-los à ponto de conseguir fazer com que todos escapem. Nesse cenário, Carol (Melissa McBride) aparece para ajuda-lo, mas ele se tranca no reino com os salvadores, selando seu destino. O episódio então começa com Gavin apontando à Ezekiel o quanto ele estará perdido ao cair nas mãos de Negan. Mas além de Carol, Morgan (Lennie James) também está à espreita dentro do reino, e os dois conseguem driblar salvadores e mortos-vivos até o grande desfecho que acontece na sala no trono, em que os dois conseguem derrotar o grupo de Gavin e salvar Ezekiel. O momento final com Gavin, no entanto, acontece do lado de fora, quando Morgan está prestes à mata-lo pela execução de Benjamin (Logan Miller), mas é Henry (Macsen Lintz) que acaba vingando a morte do irmão.

Pontos Altos do Episódio:

  • A descoberta de que as cenas em flashforward mostradas no primeiro episódio da temporada eram, na verdade, imagens do sonho de Carl para o futuro de Alexandria;
  • A revelação de Rick ao filho de que tudo o que fez foi por ele, embora isso não seja novidade alguma;
  • A despedida de Carl à Judith, entregando à irmãzinha o chapéu de xerife que pertenceu ao pai, ou seja, é a transferência forçada à Judith na série do papel que efetivamente pertence à Carl nos quadrinhos, qual seja, da criança símbolo da esperança no apocalipse zumbi;
  • A revelação de que no sonho de Carl, Negan faz parte da reconstrução de Alexandria.
Anúncios

Deixe um Comentário

Anúncios
Anúncios