Resumo do episódio #11.04 de Arquivos X: The Lost Art Of Forehead Sweat

O quarto episódio da décima primeira temporada de Arquivos X homenageia os episódios voltados ao “Monster-of-the-Week“, abreviados pelos fãs como “MOTW”, e traz, num pitoresco tom cômico a exploração da noção do assustador Efeito Mandela, segundo o qual um grupo de pessoas é capaz de lembrar uma história alternativa, ao passo em que Mulder e Scully descobrem como os Arquivos X podem ter sido originados.

1

Escrito e dirigido por Darin Morgan, responsável por alguns dos episódios mais bizarros da série, The Lost Art of Forehead Sweat começa com uma introdução que parece extraída de um episódio de Além da Imaginação. Pouco depois, vemos Mulder (David Duchovny) vestido como sasquatch, em sua busca pelo pé grande. Ele recebe um telefonema de Scully (Gillian Anderson), e os dois fazem planos para um jantar romântico fora. Depois de desligar, ele vê um “X” marcado em sua janela, e vai até o estacionamento do FBI, onde encontra um desconhecido com a testa suada e que diz se chamar Reggie Something (Brian Huskey). Ele revela conhecer Mulder há muito tempo, e que descobriu a conspiração que acaba com todas as outras conspirações. Como prova, ele insiste que conhece o primeiro episódio de Além da Imaginação que Mulder assistiu, o qual se chamava “The Lost Martian”, e aponta que o mesmo não existe.

2

Em casa, Mulder tenta desesperadamente encontrar o vídeo tape do episódio de “The Lost Martian” gravado depois de não encontrar nada em guias de DVD e na Internet. Scully está mais preocupada com o fato de que Reggie sabia como contatar Mulder, e insiste que os dois discutam o caso enquanto jantam. Ela sai, e pouco depois aparece (por algum motivo qualquer) no estacionamento do prédio do FBI, onde é surpreendida por Reggie, que a chama de “Sculls”. Ele lhe pede que ela o ajude à provar que ele existe, dando-lhe uma caixinha de doces com suas impressões digitais. Ao ver a caixinha, ela nota que se trata de um Goop-O ABC, uma sobremesa de gelatina com três sabores. No escritório, ela informa Mulder que se tratava de um doce que ela gostava quando criança, mas que todos diziam se chamar Jell-O 123. Mulder então menciona o “Efeito Mandela” como a justificativa para eles jamais conseguirem encontrar o episódio “The Lost Martin” de Além da Imaginação ou Goop-O ABC.

3

Mulder e Scully decidem voltar ao estacionamento para encontrar Reggie, o qual aparece e explica que tudo começou à dar errado quando ele encontrou um livro infantil cujo nome do autor era Dr. Wuzzle, mas que Reggie jurava ser Dr. Wussle. Ele então informa ter ido à um antiquário, e não encontrou nada que pudesse ajuda-lo à provar que estava certo. Ele conta à Mulder e Scully, que o dono da loja lhe explicou sobre o Efeito Mandela, exceto que o chamava de Efeito Mengele (por conta do fato de que algumas pessoas diziam que ele morreu em Ohio em 1970, quando ele na verdade morreu no Brasil em 1979). Por fim, ele informa que o governo sabe do Efeito Mandela, eis que o ajudou a espalhar com noticias falsas, e que o dono da loja foi morto poucos instantes depois de falarem.

4

Apesar da história de Reggie, Mulder e Scully refutam suas provas, dizendo nada comprovarem. Reggie insiste que eles querem convencê-los das loucas teorias de conspiração para que ninguém veja a verdade. Mulder então aponta que Reggie deve inicialmente definir quem são “eles”, e ele aponta que “eles” (they, em inglês), é o Dr. Thadeus Q. They (Stuart Margolin), um neurocientista capaz de manipular a memoria coletiva. Ele lhes mostra um vídeo em que o Dr. They estaria envolvido na teoria da negativa do holocausto e na recente eleição presidencial dos Estados Unidos. Reggie finalmente revela como mais importante fato a invasão de Grenada, lembrando que quando era estudante de medicina viu um alienígena ser tratado no hospital pelo Dr. They. Embora o extraterrestre quisesse apenas nos alertar dos buracos na camada de ozônio, Reggie avisa que agentes do governo o levaram embora, o que inspirou à largar a medicina, entrar para o FBI, fundar os Arquivos X e trabalhar em vários casos com Mulder e Scully.

5

Depois de várias montagens de cenas de episódios antigos da série, como do piloto, “Squeeze”, “Clyde Bruckman’s Final Repose”, “Home” e “Small Potatoes” nos quais Reggie aparece como um terceiro agente especial do FBI resolvendo casos para os Arquivos X, bem como de Mulder ser insultado por uma dupla de jovens agentes do FBI que aparecem no estacionamento, ele e Scully vão para o escritório, onde falham em suas tentativas de encontrar uma teoria explicativa para o que se passa com Reggie. Mulder então recebe um telefonem do Dr. They, e vai encontra-lo num local público. No encontro, Dr. They explica à Mulder que noticias falsas são usadas para apresentar histórias reais mascaradas como assuntos ridículos que são ignorados pelas pessoas.

6

Mulder volta ao estacionamento do prédio do FBI, e Reggie o surpreende querendo saber como foi o encontro dele com o Dr. They. Scully então aparece e revela toda a vida de Reggie, o qual na verdade se chama Reginal Murgatroyd, o qual, depois de entrar para o exército, serviu na invasão de Grenada. Ali, ele bateu a cabeça e foi levado ao hospital, onde alegada ser estudante de medicina. Ela então aponta que ele trabalhou com serviço burocrático em diversas agências governamentais, e que no ano passado foi internado num hospital psiquiátrico. É nesse momento que uma ambulância no estilo Ecto-1 aparece para levar Reggie de volta ao Sanatório Spotniz, não sem antes Reggie revelar à Mulder e Scully o último caso em que trabalharam.

Num hilário flashback de Reggie, o trio de agentes encontra um alienígena que desce de uma espaçonave e diz que nenhum membro de sua raça quer contato com os terráqueos, e que um enorme muro está sendo construído para separa-los do seu sistema solar já que os humanos enviam apenas os piores de sua espécie, ou seja, apenas criminosos e estupradores. Por fim, o alienígena entrega à Mulder e Scully um livro com todas as respostas, e vai embora. Mulder fica arrasado ao ter o livro com todas as respostas para todas os mistérios do mundo. É o fim dos Arquivos X. De volta ao presente, Reggie é levado embora, e Skinner (Mitch Pileggi) aparece, perguntando à Mulder e Scully onde estão levando Reggie.

Na última cena, Mulder e Scully voltam para casa, e Mulder descobre que o episódio perdido de “The Lost Martian” não era um Além da Imaginação, mas um derivado chamado The Dusky Realm. Scully traz uma sobremesa de gelatina em forma de um pé grande, mas antes de dar a primeira colherada, decide que prefere lembrar o quão bom era ao invés de descobrir que não está à altura da empolgação.

Pontos Altos do Episódio:

  • Reggie é definitivamente a melhor coisa no episódio. As montagens de cenas dos episódios antigos da série com sua inclusão e falas são geniais.
  • Mulder e Scully partindo para o lado romântico. Depois dos indícios dos últimos episódios, é certo que os dois estão retomando a relação, provavelmente numa tentativa ainda de seguir o caminho normal das coisas, como jantares e encontros.
  • Mulder apontando que “o mundo se tornou complicado demais” até mesmo para seus “poderes conspiratórios”.
  • A explicação de Mulder à Scully sobre o Efeito Mandela usando como exemplo um filme do Shazam! com Sinbad como um irrepreensível gênio que muitos acreditam ter visto, mas que se trata na verdade do filme Kazam! estrelado por Shaquille O’Neal como um irrepreensível gênio.

Arquivos X é transmitida por Fox Brasil.

Anúncios

Deixe um Comentário

Anúncios
Anúncios