Review Séries The Walking Dead

Resumo do episódio #8.08 de The Walking Dead: How It’s Gotta Be

O oitavo episódio da oitava temporada de The Walking Dead encerra a primeira fase do arco envolvendo a guerra total entre Alexandria, Hilltop e reino contra os salvadores, e chega ao seu ápice quando o plano de Rick (Andrew Lincoln) vai por água abaixo e uma morte chocante pode fazer toda a diferença nos episódios futuros.

1

Depois de sabotarem o plano de Rick (Andrew Lincoln) em Time for After, Daryl (Norman Reedus) e Tara (Alanna Masterson) retornam para Alexandria juntamente com Michonne (Danai Guria) e Rosita (Christian Serratos). O que eles não sabem, é que Eugene (Josh McDermitt) elaborou um plano que permitiu que os salvadores não fossem mortos no cerco provocado pela horda de mortos-vivos despejados para dentro do santuário com a ajuda do caminhão dirigido por Daryl. Ou seja, Negan (Jeffrey Dean Morgan) e seus homens saem à desforra contra Rick e seus aliados na mesma noite.

Enquanto isso, Maggie (Lauren Cohen), Jesus (Tom Payne) e dois outros membros de Hilltop seguem rumo à Alexandria, e são surpreendidos com uma arvore no meio da estrada. Logo depois, Simon (Steve Ogg) aparece com um grupo de salvadores, revela como escaparam e mostra ter capturado Jerry (Cooper Andrews) informando que Maggie tem três opções: deixa-lo morrer, deixar-se ser aprisionado num caixão para ser levada à Hilltop onde será morta diante de todos ou retornar obedientemente para Hilltop, pois esta comunidade será a única à ser poupada por Negan por ser fonte de recursos. Em cada uma das hipóteses, no entanto, ele matará alguém. Um dos dois outros membros de Hilltop é então morto à sangue frio e Maggie decide retornar para Hilltop, onde ordena seu enterro e mata um dos salvadores que está detido como prisioneiro, informando que é apenas o começo.

2

Em Alexandria, Negan aparece com os salvadores para reivindicar a cabeça de Rick por tê-los traído, mas Carl (Chandler Riggs) tem outros planos. Ele ordena a evacuação da comunidade pelos esgotos e vai até o portão de entrada negociar paz com Negan. Este o humilha, mas Carl o surpreende quando oferece sua própria vida em troca da sobrevida dos demais membros de sua comunidade. Mas Negan está determinado à acabar com Rick como exemplo, e ordena um ataque. Bombas e disparos são realizados contra Alexandria, e os salvadores invadem a comunidade com caminhões e armas de fogo. Nesse meio tempo, depois de descobrir que os salvadores escaparam do santuário, Rick se depara de Jadis (Pollyanna McIntosh) e de seu grupo e parte mais do que depressa para Alexandria, ciente da retaliação.

3

No Reino, outro grupo de salvadores liderado por Gavin (Jayson Warner Smith) aparece para reclamar a entrega de Ezekiel (Khary Payton). A comunidade é pressionada a revelar seu paradeiro, mas ninguém se manifesta. Quando Gavin anuncia que alguém deve morrer para que os outros falem, Ezekiel distrai os salvadores com explosões e um ônibus escolar que ele arremessa contra eles. Ele então consegue fazer com que todos na comunidade escapem, e Carol (Melissa McBride) aparece para ajuda-lo, mas ele se tranca no reino com os salvadores, selando seu destino. O que ele não sabe, é que Morgan (Lennie James) também está à espreita dentro do reino, e o segmento encerra sem um desfecho para os dois personagens.

4

Enquanto os salvadores estão atacando Alexandria, Daryl, Tara e Rosita interceptam uma carreata liderada por Dwight (Austin Amelio) e Regina (Traci Dinwiddie) na estrada, com fins de conseguirem armamento. Dwight mais uma vez trai os salvadores, fazendo-os cair na emboscada. Todos são massacrados, mas Regina sobrevive para descobrir que Dwight é o traidor e foge. Ferido, ele então é levado pelo grupo de Daryl para o esconderijo de Carl em Alexandria.

5

Rick por fim chega à uma agora dizimada Alexandria, que também começa a ser invadida por mortos-vivos. Ele vai até sua casa procurar por Carl, Judith e Michonne, mas é surpreendido por Negan, o qual lhe acerta um golpe com Lucille. Os dois lutam, e Rick foge. Pouco depois, Rick finalmente encontra Michonne, a qual está cravando a katana várias e várias vezes num mesmo salvador que tentou mata-la, e os dois escapam para os esgotos, onde o grupo sobrevivente está escondido. Ali, Rick vai ao encontro de um bastante cansado Carl, o qual revela ter sido mordido na barriga por um morto-vivo, ao que o episódio termina.

Numa reviravolta que ninguém esperava, The Walking Dead encerra a primeira metade da temporada em uma de suas maiores crises criativas. Criticada por muitos, a série, que à despeito dos ainda bons índices de audiência, já não corresponde mais à expectativa de seu público médio, que em redes sociais afora proclama que a produção se tornou medíocre demais ao longo dos últimos anos. Seja como for, o oitavo ano começou repleto de mudanças. A guerra total até que teve uma boa desenvoltura em seus primeiros instantes, enquanto cada pequeno grupo de aliados agia conforme o plano inicialmente elaborado. Gradativamente, no entanto, conflitos de opinião culminaram em dispersões e tomadas de medidas drásticas e inusitadas, como o plano de Daryl de matar todos os salvadores no santuário.

Na busca por um mundo melhor, os cinco últimos episódios mostraram Rick mais uma vez em conflito com seus ideais, e “How It’s Gotta Be”, complementado com o flashback do personagem com Carl revelando que matar não é a melhor solução, é a deixa para o que deve estar por vir. Ou seja, transtornado pela morte de Carl, teremos de duas uma: ou Rick enlouquecerá e sairá ensandecido em busca de retaliação contra os salvadores, ou ele abraçará a aspiração do filho por um mundo ideal ao buscar a paz “forçada”. Teremos então por ai, muito mais guerra e massacres, seja com fins de uma resolução definitiva do problema com os salvadores, seja no intuito de alcançar o equilíbrio almejado por todas as comunidades. Em qualquer um dos casos, a série certamente passará por um momento ainda mais difícil junto aos fãs diante da morte de Carl, que nos quadrinhos é um dos personagens mais importantes, e em torno do qual giram todos os atos praticados por Rick. Talvez, no final das contas, a série agora abrace a ideia de trazer mais importância à Judith, muito embora tenha sido a jornada de Carl como uma criança dividida entre suas realidades, pré e pós-apocalipse zumbi, uma das mais significativas no que diz respeito à evolução de um personagem. Será um grande vazio à ser preenchido por uma equipe de roteiristas que vem deixado muito à desejar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s