O Justiceiro Review Séries

O Justiceiro: resumo primeira temporada

Desenvolvida para a televisão por Steve Lightfoot, Marvel’s The Punisher é a adaptação do universo criado pelos quadrinistas Gerry Conway e John Romita Jr. para um dos personagens mais violentos da Marvel Comics. Embora spin-off desenvolvido à partir de Demolidor, do qual também fazem parte Jessica Jones, Punho de Ferro e Luke Cage, O Justiceiro não faz parte do chamado Universo Cinemático Marvel desenvolvido para a Netflix.

2-Punisher-Films

Com três versões em live-action estreladas por Dolph Lundgren em 1989, Thomas Jane em 2004 e Ray Stevenson em 2008, Frank Castle encontra em Jon Bernthal na versão Netflix para o personagem sua melhor e mais fiel personificação. Reprisando o papel anteriormente visto na segunda temporada de Demolidor, Bernthal reencarna o vigilante conhecido pela mídia como O Justiceiro, um ex-soldado que depois de perder a família numa chacina perpetrada por mafiosos decide sair em busca de justiça com as próprias mãos, valendo-se de métodos extremamente violentos e letais de combate ao crime.

12.jpg

Diferente dos demais super-heróis do universo Marvel, o Justiceiro não usa capa, não tem super-poderes e tampouco segue a lei ou poupa a vida dos seus inimigos. Ele é um homem de família que mergulha em profunda escuridão e tormento para então se tornar uma máquina assassina depois de perder a mulher e os filhos. É assim que o personagem é apresentado pela primeira vez à audiência em Demolidor, onde ele sai de cena como o foragido da policia dado como morto. Frank Castle retorna agora em sua série solo depois de matar os assassinos de sua família. Sob a alcunha de Pete Castiglione, ele trabalha como operário da construção civil escondido atrás de uma longa barba, e ainda é um homem atormentado pelo passado. O único que sabe sua verdadeira identidade é o amigo de longa data e também ex-fuzileiro, Curtis Hoyle (Jason R. Moore), que administra um grupo de suporte para veteranos de guerra.

2

Nesse novo cenário, Frank mantém alguns velhos hábitos. Além de extremamente antissocial, ele continua tentando extravasar sua raiva autoflagelando-se e fazendo justiça à vitimas de malfeitores, tal como mostrado no episódio de estreia da série, em que ele salva um ajudante de pedreiro que tenta se enturmar com as pessoas erradas. Paralelamente, outros eventos de seu passado são desenterrados pela agente especial do departamento de segurança pública dos Estados Unidos, Dinah Madani (Amber Rose Revah), que tenta encontrar os responsáveis pela morte de seu antigo parceiro, Ahmad Zubair (Shez Sardar), o qual estaria investigando o envolvimento de soldados americanos com o tráfico de heroína no Afeganistão.

3

A trama principal ganha forma quando Frank é descoberto e contatado pelo hacker que atende pelo apelido de Micro (Ebon Moss-Bachrach). Ele é um ex-analista da agência de segurança nacional dado como morto depois de uma emboscada perpetrada pelo agente no comando do departamento de segurança pública, Carson Wolf (C. Thomas Howell). Ao descobrir a verdadeira identidade de Micro, Frank consegue engana-lo num encontro com Curtis e descobre sua localização. Depois de tortura-lo e quase mata-lo, O Justiceiro se convence de sua história e de suas motivações e os dois decidem unir forças numa vingança pessoal contra os homens que destruíram suas vidas, e que também são os verdadeiros responsáveis pela morte da família de Frank.

4

A série também traz o personagem Billy Russo (Ben Barnes), amigo de Frank e também ex-fuzileiro. Assim como Frank, ele também foi usado por um certo “agente laranja” da CIA que teria deflagrado missões não autorizadas no Afeganistão que culminaram na investigação da parte de Ahmad e sua posterior execução. Russo, que agora é dono da Anvil, uma empresa de segurança privada que recruta ex-militares, envolve-se romanticamente com Madani na medida em que parece querer ajuda-la em suas investigações quanto à morte de seu ex-parceiro, mas é revelado eventualmente (o que também não é nenhuma surpresa) como sendo um dos homens por trás de todas as desgraças havidas na vida de Frank, Micro e da própria Madani.

5

Em paralelo, tem ainda o personagem Lewis Walcott (Daniel Webber), um jovem ex-combatente que faz parte do grupo de apoio de Curtis que decide agir por suas próprias vias contra o governo perpetrando atos terroristas por toda a cidade, causando ainda risco de vida à jornalista Karen Page (Deborah Ann Woll), personagem originalmente desenvolvida em Demolidor e que agora retorna como uma das únicas pessoas capazes de divergir de Frank sem levar um tiro dele. O mini-arco envolvendo Lewis e Karen termina no brilhante décimo episódio da temporada, quando vários pontos de vista sobre um mesmo acontecimento trazem à tona uma estupenda revelação para Frank e preparam o terreno para os momentos finais da trama principal, que encerra com um inevitável e descomedido banho de sangue.

6

Brutal, violento e visceral, Marvel’s The Punisher é sem sombra de dúvidas uma das melhores adaptações do universo dos quadrinhos, e definitivamente a melhor do personagem. À despeito de uma narrativa que se desenvolve lentamente ao longo dos primeiros episódios e das enfastiastes sequências de flashback de Frank com sua família, a série realmente compensa no que diz respeito à fidelidade nos quesitos violência gráfica e complexidade do personagem de Frank Castle, que na pele de Jon Bernthal encontra a sua melhor versão. Altamente não recomendada para os fracos de estômago, a série tem ainda enredo e personagens consistentes e fidedignos, além de ser muito bem produzida, com cinematografia, trilha sonora e efeitos especiais deleitáveis. Os destaques, obviamente, ficam por conta do próprio Bernthal, intérprete de Castle, bem como de Ebon Moss-Bachrach, que, como Micro, é responsável tanto pelo pelo alívio cômico quanto pela veia dramática ao reintroduzir Frank ao mundo real permitindo-o interagir com sua própria família.

O Justiceiro pode ser conferido via Netflix.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s