Críticas Filmes Netflix

Jim & Andy: crítica de documentário

Jim & Andy: The Great Beyond – Featuring a Very Special, Contractually Obligated Mention of Tony Clifton é a transformação das mais de 100 horas de filmagens dos bastidores de O Mundo de Andy e a psicótica jornada do ator Jim Carrey em sua personificação como Andy Kaufman num documentário de 94 minutos produzido por Spike Jonze para a Netflix que traz fragmentos biográficos de ambos os comediantes ao mesmo tempo em que mostra o quão longe um ator pode ir ao assumir um personagem.

jim-andy1-e1511153747105.jpg
Jim Carrey e Milos Forman

Ao conferir Jim & Andy, podemos simplesmente constatar que as risadas e as reações às encenações de Jim Carrey ora como Andy Kaufman ora como seu alter ego, Tony Clifton, em O Mundo de Andy são genuínas. Nas filmagens dos bastidores do longa-metragem dirigido por Milos Forman que compõem o documentário dirigido por Chris Smith, armazenadas por mais de 20 anos nos escritórios de Carrey, a audiência se depara não com o astro em si interpretando Andy Kaufman, mas Andy Kaufman interpretando à si mesmo. Nessa fantástica e original imersão criativa, Jim Carrey revela como foi a experiência de quatro meses ao lado de elenco e equipe de produção de O Mundo de Andy, ao passo em que o documentário também revela o passado de Carrey e Kaufman, bem como suas jornadas pessoais.

jim-andy2.jpg
Andy Kaufman

Em Jim & Andy, é lembrado que Kaufman, o qual morreu de câncer em 1984, foi um comediante stand-up que se tornou famoso com o personagem Latka Gravas, um mecânico de nacionalidade desconhecida na comédia de costumes Taxi, a qual lançou a carreira de atores como Danny DeVito, Judd Hirsch e Christopher Lloyd. Bem sucedido em programas ao vivo, em apresentações em casas de comédia e também no programa Saturday Night Live, Kaufman foi um comediante que desafiou os limites de seu estilo singular e absurdo assumindo personalidades de tolos inocentes ou loucos desagradáveis e rudes, como Tony Clifton.

jim-andy3.jpg
Jim Carrey como Andy Kaufman

Jim & Andy, portanto, nada mais é do que a revisitação da trágica trajetória de vida de Kaufman através da experiência de Carrey em sua personificação para o filme O Mundo de Andy. Vale notar, que mesmo sem se parecer fisicamente com Kaufman, tanto o filme como o documentário comprovam a eficiência do astro dos filmes Ace Ventura: O Detetive de Animais, O Máscara e Débi & Lóide: Dois Idiotas em Apuros em assumir o papel de tal forma à convencer pessoas que efetivamente conviveram com Kaufman de que estavam diante do próprio à julgar pela impressão de Carrey com as vozes e os maneirismos do falecido comediante. A prova do quão crível é a capacidade de se perder em meio à confusão de identidades em Jim & Andy é de que todos nos bastidores de O Mundo de Andy, até mesmo Milos Forman, sempre se referiam à Carrey como Andy, e até mesmo se sentiam intimidados quando a persona de Tony Clifton assumia o controle.

jim-andy4
Jim Carrey como Tony Clifton

O documentário sugere, ainda, que ao personificar Kaufman não apenas durante as filmagens, como também durante todo o tempo em que trabalhou no filme, Jim Carrey também perdeu à si mesmo por algum tempo, ou talvez por um longo tempo mesmo depois do fim das gravações de O Mundo de Andy, como ele próprio menciona. Arquivos das filmagens dos bastidores do longa-metragem dão conta ainda de mostrar a repercussão na mídia no que diz respeito ao comprometimento de Carrey ao se transformar em Andy Kaufman, como quando de uma visita de um jornalista nos sets de gravação para uma entrevista na qual Carrey jamais deixou de ser Kaufman, confirmando a declaração do ator Danny DeVito – que em O Mundo de Andy interpreta George Shapiro, agente de Kaufman –, no sentido de que Jim Carrey apareceu apenas duas únicas vezes durante as filmagens, enquanto durante todo o resto do tempo ele era realmente Andy Kaufman.

jim-andy5
Jim Carrey como Andy Kaufman

Jim & Andy também se presta para mostrar o lado ambíguo de Jim Carrey e suas tragédias pessoais, como a perda precoce do pai e o desejo de tê-lo visto testemunhar seu sucesso. Em um certo momento, o ator se emociona ao falar de Percy Carrey, e quando perguntado sobre escolhas, revela não acreditar em livre arbítrio, deixando a audiência confusa sobre o que ele de fato parece falar (memórias ou encenação?), lembrando que o próprio universo no qual ele mergulhou em O Mundo de Andy foi a extrapolação do real e da simulação.

jim-andy6

Mais do que um documentário sobre os bastidores de O Mundo de Andy e sobre a vida de dois grandes comediantes de duas diferentes épocas, Jim & Andy retrata a arte da vida e como esses dois artistas separados pelo tempo e pelo espaço abraçaram suas carreiras e mergulharam em seus personagens à despeito de suas tragédias pessoais e do fato de jamais terem sido levadas à sério.

Jim & Andy pode ser conferido via Netflix.

MV5BMjM3OTY1OTAxNl5BMl5BanBnXkFtZTgwMTI0MTUxNDM@._V1_SY1000_CR0,0,674,1000_AL_

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s