Mindhunter: resumo primeira temporada

Mindhunter é uma série de televisão criada por John Penhall e coproduzida por David Fincher e Charlize Theron que adapta o livro Mindhunter: O Primeiro Caçador de Serial Killers Americano, que conta como o lendário agente especial do FBI John Douglas se tornou figura lendária na perseguição dos mais conhecidos e sádicos homicidas de todos os tempos numa época em que inexistia ainda o termo “assassino em série”.

1

Ambientada no final dos anos de 1970, a série gira em torno do agente do FBI, Holden Ford (Jonathan Groff), manifestamente inspirado em John E. Douglas, o qual também teria inspirado o personagem Jack Crawford nos romances de Thomas Harris, Dragão Vermelho e O Silêncio dos Inocentes. Ele é um negociador de reféns frustrado que acaba se aliando ao veterano Bill Tench (Holt McCallany) num projeto que visa o estudo de uma nova categoria de assassinos, a qual eles inicialmente classificam como “assassinos sequenciais”. Enquanto ministram palestras sobre comportamento criminoso em departamentos de polícia de diversos estados, eles passam à entrevistar perturbadores assassinos condenados e com o perfil para estudo, ao mesmo tempo em que se envolvem em pequenas investigações locais.

2

Com uma habilidade surpreendente de se colocar no lugar tanto da vitima quanto do criminoso, Holden é a força motriz da série. Sua brilhante capacidade de analisar a cena do crime e como funciona a mente de seu perpetrador, ao mesmo tempo em que revive as ações tanto do agente criminoso quanto da vitima, definindo seus perfis, suas motivações e seus hábitos, ele chega ao ponto de até mesmo prever seus próximos passos. Gradativamente, a dupla inaugura um novo departamento do FBI, a unidade de ciência comportamental. Contudo, Holden se torna progressivamente confiante demais, fazendo-se necessária a intervenção do experiente Bill, e também da consultora em psicologia comportamental, Wendy Carr (Anna Torv), que eventualmente se junta ao time à pedido do intransigente chefe da unidade, Shepard (Cotter Smith).

3

Mais do que uma série sobre o trabalho do FBI nessa unidade especial da qual inicialmente fazem parte apenas Holden, Bill e Wendy, a série explora as mentes mais doentias de alguns dos criminosos que adaptam os verdadeiros assassinos em série entrevistados por John Douglas e mencionados em sua obra. Assim, além de fazer referência à psicopatas como Charles Manson e David Berkowitz, os quais provavelmente devem aparecer na temporada vindoura (oficialmente confirmada), a série reproduz as entrevistas feitas com o inteligente e eloquente Ed Kemper (Cameron Britton), que aos 15 anos matou os avós e foi enviado ao Hospital Psiquiátrico de Atascadero, onde ficou até os 21 anos, matando outras oito pessoas depois de sua soltura, bem como do perverso e vultuoso Richard Speck (Jack Erdie), que invadiu um dormitório de estudantes de enfermagem e matou oito mulheres à facadas e estrangulamento em julho de 1966, tornando-se mundialmente famoso pelos requintes de crueldade descritos por uma única sobrevivente que se escondeu embaixo de uma cama.

4

Holden e Bill também entrevistam o infame Monte Ralph Rissell (Sam Strike), que estuprou e matou cerca de cinco mulheres em Alexandria, Virginia, entre 1976 e 1977. É depois de dois encontros com o homicida em questão que a dupla constata a existência de duas subcategorias de assassinos em série, às quais estariam diretamente ligadas ao nível de inteligência do perpetrador dos crimes e ao seu senso de organização e de planejamento.

Jerry Brudos (Happy Anderson), o assassino que tem fetiche por sapatos, e Darrel Gene Devier (Adam Zastrow), o estuprador e assassino de uma menina de 12 anos na região rural de Georgia, também são entrevistados por Holden e Bill, e o interrogatório de Devier é basicamente uma reprodução exata de como efetivamente se deu sua confissão, quando a autoridade interrogadora o colocou diante de todas as evidências do crime.

Ao longo dos episódios, a série também mostra pequenos segmentos de um personagem agindo evasivamente em Wichita, Kansas. Ele é o frio e sadista Dennis Rader, conhecido como o estrangulador “BTK” (bind, torture, kill). Autor de dez assassinatos entre os anos de 1974 e 1991, Rader tinha como marca registrada amarrar, torturar e matar suas vitimas. Sua notoriedade se deu por conta de suas cartas enviadas à mídia, nas quais reivindicava a autoria dos crimes e ridicularizava o trabalho da polícia. Considerando que ele foi capturado somente em 2005, provavelmente o veremos muito mais ainda ao longo da série.

5

Mindhunter, no entanto, não trata somente do trabalho dos agentes Holden e Bill ou mesmo da mente dos criminosos que eles entrevistam e dos crimes por eles investigados. A série também aborda seus perfis pessoais. E se ao longo dos primeiros episódios Holden é apresentado como um jovem promissor agente federal, que amplia sua vertente tornando-se cada vez mais confiante em seus instintos quando também começa à se relacionar com a estudante de sociologia e pseudo-hippie Debbie (Hannah Gross), Bill enfrenta dificuldades em casa com uma relação distante com a esposa, Nancy (Stacey Roca), aliado aos problemas com o filho autista, Brian (Zachary Scott Ross). Wendy também tem seus mistérios no quesito pessoal no que diz respeito ao seu furtivo quotidiano e sua secreta preferência sexual.

Cinematograficamente impecável, e com uma trilha sonora de época sensacional, Mindhunter definitivamente não é para qualquer telespectador. Sem muito dinamismo, a série é basicamente muita conversa e pouca ação, sendo a única grande cena com violência gráfica a primeira sequência do episódio de estreia. Tal fato não afasta o brilhantismo da produção, tampouco o potencial do material apresentado, fartamente adaptado de elementos extraídos dos depoimentos dos assassinos apresentados e adaptados na série. Inteligente, intrigante e instigante, Mindhunter é uma produção sofisticada e reflexiva, repleta de linhas memoráveis e argumentativas que a tornam muito mais do que mero entretenimento.

A primeira temporada de Mindhunter está disponível via Netflix.

Anúncios

Deixe um Comentário

Anúncios
Anúncios