Vikings: resumo segunda temporada

A segunda temporada de Vikings segue com a saga do notório herói das lendas nórdicas, desbravador de novas terras e explorador dos reinos da Inglaterra e da França, Ragnar Lothbrok (Travis Fimmel). Se na primeira temporada, o personagem se torna o pioneiro das primeiras incursões à Inglaterra e o chefe local com a ajuda de sua família e aliados, a segunda parte de sua história segue com o avanço de suas viagens exploratórias, a ampliação de seu número de inimigos, bem como sua eventual ascensão como rei da Escandinávia.

1.jpg

Depois de se unir à Jarl Borg (Thorbjørn Harr), um rival invasor de terras, Rollo (Clive Standen) confronta Ragnar (Travis Fimmel) e o rei Horik (Donal Logue). A batalha é sangrenta, e Rollo mata um ex-companheiro viking e deixa Floki (Gustaf Skarsgård) gravemente ferido. Sem conseguir matar o próprio irmão, Rollo se entrega à Ragnar, que consegue negociar uma trégua entre Horik e Borg propondo-lhes fazerem parte de suas novas viagens, para depois retornar à Kattegat, onde Rollo passa a ser tratado como um proscrito, e falha diversas vezes em deixar a vila por insistência de Siggy (Jessalyn Gilsig).

Enquanto isso, Ragnar se reconecta à Lagertha (Katheryn Winnick), mas esta descobre a infidelidade do marido através de Bjorn (Nathan O’Toole). Confrontado pela esposa, Ragnar admite ter feito sexo com a princesa Aslaug (Alyssa Sutherland), em Götaland. mas que ela nada significou para ele. Depois de prestar homenagem à filha morta, Gyda (Ruby O’Leary), a vida de Ragnar fica complicada justamente com a chegada de Aslaug com sua imensa barriga de gravidez. Decidido à não perder mais um filho, Ragnar decide tomar Aslaug como sua segunda esposa, fazendo com que uma humilhada Lagertha decida ir embora, seguida pelo filho, Bjorn.

2.jpg

Passados quatro anos, Ragnar, agora casado com Aslaug, e pai de dois meninos, Ubbe (Cormac Melia) e Hvitserk (Cathal O’Hallin), e de um terceiro à caminho, é provocado por Floki, e decide finalmente fazer uma nova viagem de desbravamento. Horik e Borg chegam à Kattegat para fazer parte da comitiva, mas depois de um banquete, Horik confidencia à Ragnar que não confia em Borg, forçando a exclusão deste na incursão, quebrando assim a trégua feita. Antes de partirem, Ragnar consulta o vidente (John Kavanagh), e este lhe revela que seus filhos serão mais importantes do que ele. Incentivado por Siggy, Rollo procura Ragnar na tentativa de ir junto na viagem. Ragnar afirma que o perdoa e que ele pode ir, mas no dia da partida deixa o irmão para trás.

Ragnar e Horik seguem viagem para a Inglaterra, e a frota é tomada por uma tempestade que os faz perder o rumo. Eles encontram terra, e decidem explorar, ao que são atacados por vários soldados saxões, que matam um dos filhos de Horik. Em meio à sangrenta batalha, Athelstan (George Blagden), que se tornou agora um guerreiro viking, salva a vida de Ragnar, o qual lhe entrega um bracelete como presente. Os vikings eventualmente descobrem que estão em Wessex, regulado pelo rei Ecbert (Linus Roache), descrito como sendo muito parecido com Ragnar.

3.jpg

Ragnar e seus homens avançam em Wessex, e ele acredita que o solo é fértil o bastante para suportar uma colônia viking. Ecbert envia mensageiros ordenando que os vikings partam imediatamente de suas terras, e Ragnar responde o que ele tem à oferecer em troca.

Em Hedeby, Lagertha é agora esposa do abusivo chefe Sigvard (Morten Suurballe), o qual constantemente a espanca e impede um agora adulto Bjorn (Alexander Ludwig) de partir. Enquanto isso, em Götaland, Borg festeja seu casamento e decide tomar as terras de Ragnar em retaliação à quebra do acordo feito há quatro anos. Quando a invasão de Kattegat acontece, apenas Rollo é capaz de conter as forças de Borg. Mas ele é apenas um. Portanto, sem chances de vencer os homens de Borg, Rollo foge com as mulheres, as crianças e os velhos da vila, a qual passa à fazer parte dos domínios de Borg.

4

Ragnar encontra o rei Ecbert pela primeira vez numa troca de reféns. Ecbert o faz entrar em sua piscina térmica onde os dois podem ter uma conversa entre iguais. Ele então lhe pergunta o que ele quer em Wessex, e lhe oferece terras. Mais tarde, no acampamento viking, um navio de Horik chega com noticias da invasão de Kattegat por Borg. Ragnar parte com seus homens para casa na tentativa de encontrar a família, interrompendo assim as negociações com Ecbert, mas deixando Athelstan como intermediário por falar a língua local. Eventualmente, no entanto, Athelstan acaba sendo capturado por saxões durante uma caça. Considerado um apóstata, ele é crucificado, mas Ecbert ordena que o tirem da cruz.

De volta à Escandinávia, Ragnar encontra sua família com a ajuda de Helga (Maude Hirst). Ele também conhece seu filho recém-nascido, que por conta de uma marca de nascença, recebe o nome de Sigurd Cobra-no-Olho. Rollo informa que eles não tem homens suficientes para lutar contra Borg e retomar Kattegat. Nisso, um exército viking chega para se unir à eles. São guerreiros liderados por Lagertha e Bjorn, que mesmo impedidos por Sigvard, decidiram se juntar à Ragnar no confronto contra Borg. Ragnar fica emocionado ao se reencontrar com o filho.

5.jpg

Com fins de retomar Kattegat, Ragnar e Bjorn invadem a vila à noite para incendiar as reservas de comida e fazer com que Borg saia em sua caçada. Em terreno aberto, os homens de Borg são surpreendidos por Ragnar e seus aliados. Uma batalha sangrenta acontece, e Borg consegue escapar. Ragnar reassume o controle de Kattegat, e Bjorn sacrifica um dos prisioneiros como oferenda aos deuses. Pouco depois, Ragnar encontra com o vidente e informa seu desejo em ter Lagertha e Aslaug como suas duas esposas. Convidada por Ragnar à ficar, Lagertha anuncia publicamente que deve partir para seu novo marido, enquanto Bjorn decide agora ficar com o pai. Pouco depois, Ragnar recebe uma mensagem no sentido de que os homens de Horik foram atacados, e que Athelstan provavelmente foi morto.

Em Wessex, Athelstan é mantido como convidado da corte de Ecbert por conta da curiosidade deste quanto aos ritos pagãos, e entra em conflito com suas crenças ao reassumir o hábito de monge e voltar à ter contato com as escrituras cristãs.

6.jpg

Horik retorna à Kattegat, derrotado por Ecbert. Sedento por vingança, ele informa à Ragnar que eles precisam da ajuda de Borg para retornar à Wessex. Não muito contente com a ideia, Aslaug pede à Ragnar que não ceda ao pedido de Horik, e Rollo é enviado à Götaland como emissário para negociar com Borg uma nova trégua na qual ele deve se juntar à Ragnar e à Horik numa viagem à Wessex. Borg concorda, mas em sua primeira noite em Kattegat, seus homens são aprisionados e queimados vivos, enquanto Borg é feito prisioneiro. Enquanto isso, Bjorn fica fascinado com a escrava Porunn (Gaia Weiss), e começa a corteja-la.

Em Wessex, Athelstan se torna confidente de Ecbert, o qual lhe mostra uma imensa coleção de escrituras e relíquias do antigo Império Romano. Ele lhe pede para ajuda-lo à fazer as leituras dos textos em latim. Enquanto isso, em Hedeby, Lagertha retorna para o marido Sigvard, que manda homens para espanca-la durante à noite. No dia seguinte, ele tenta humilha-la publicamente, mas ela enfia uma faca em seu rosto, enquanto o sobrinho dele, Einar (Steve Wall), corta sua cabeça, dando assim fim à sua tirania.

7

Horik e Ragnar concordam que precisam de mais navios antes de partirem para a Inglaterra, e Horik consegue persuadir Ragnar de postergar a morte de Borg, temendo que isso possa assustar novos aliados. Helga revela estar grávida, e Floki decide que os dois devem se casar, mas não sob as bênçãos de Ragnar. Siggy revela à Horik que Floki está com problemas de confiança em relação à Ragnar e que isso pode ser bom para ele, ao que Horik se aproxima do ex-fiel amigo de Ragnar com segundas intenções. Ao visitar o vidente, Ragnar descobre que Athelstan está vivo, mas sofrendo espiritualmente. Um novo aliado se une à Ragnar e Horik: Lagertha. Enquanto isso, Rollo obriga Siggy à admitir que se deitou com Horik.

Em Wessex, Ecbert se alia com o rei Aelle (Ivan Kaye), e a aliança é forjada com um casamento entre seus filhos. Em Kattegat, convencido por Horik de que vai escapar de seu destino, Borg é enganado e levado para o ritual de execução da águia sangrenta realizado pelo próprio Ragnar.

8.jpg

Mais uma vez a profecia de Aslaug se torna verdadeira quando ela gera uma criança com as pernas mal formadas. À despeito dos costumes vikings no sentido de que bebês defeituosos não tem futuro e devem ser sacrificados logo depois do nascimento, a criança é mantida viva e batizada por Ragnar como Ivar, O Sem Ossos. Quando Lagertha chega com sua frota, Ragnar e Horik finalmente partem para Wessex, onde Ragnar toma decisões sem consulta-los, como enviar Torstein (Jefferson Hall) como mensageiro ao rei Ecbert informando-o de seu retorno. Pouco depois, em resposta, Aethelwulf (Moe Dunford), filho de Ecbert, aparece no acampamento viking para convidar Ragnar à um encontro com seu pai para reiniciarem as negociações. Como prova de boa-fé, ele lhe entrega o bracelete de Athelstan, revelando que ele está vivo. Contudo, no caminho de volta, Aethelwulf e seus soldados são atacados pelos homens de Horik.

Paralelamente, Ecbert e Aelle conseguem um novo aliado, a princesa Kwenthrith (Amy Bailey), do reino de Mercia, que está em guerra civil com a própria família depois de matar o irmão. Ela tem um interesse especial pelos homens do norte, e se mostra insaciável na cama ao deitar-se com Ecbert.

9.jpg

Depois da emboscada de Horik contra os homens de Aethelwulf, Ecbert lê textos antigos com Athelstan que lhe permitem elaborar um plano de estratégia militar contra os vikings. Ansioso em avançar contra os saxões, Horik comanda seus homens para seguirem em frente enquanto Lagertha e Ragnar seguem logo atrás. O exército saxão surge diante deles, e Horik continua à avançar, mas Ragnar hesita, acreditando que algo está errado, e é nesse momento em que ele vê uma armada saxônica emergir pelo flanco direito, ao que ele ordena seus homens à se prepararem. Quando um terceiro grupo de soldados saxões emerge pelo flanco esquerdo e Lagertha organiza seus homens contra eles, Ecbert e Aella observam ao longe o massacre dos vikings. Quando Rollo é atingido e pisoteado por cavalos, Ragnar ordena que seus homens batam em retirada, e Horik é o último à partir. No acampamento, Rollo é dado como morto, e Ragnar anuncia que tendo em vista a invencibilidade de Bjorn, ele agora deve se chamar Bjorn Flanco de Ferro.

No campo de batalha, os soldados de Aella matam os vikings sobreviventes, mas Rollo é salvo por Athelstan, enquanto os demais são poupados por Ecbert na guerra de Kwenthrith em Mercia. Um novo acordo é feito entre Ragnar e Ecbert, e Rollo e Athelstan partem com Ragnar de volta à Kattegat, onde Aslaug tornou Porrun uma mulher livre, e Floki continua com problemas de confiança em relação à Ragnar.

10.jpg

A mulher e os filhos de Horik chegam à Kattegat, e uma festividade acontece. Horik obriga Floki à provar sua lealdade à ele matando alguém próximo à Ragnar. Ele ainda propõe casar-se com Siggy dando-lhe novamente o status de rainha caso ela mate o caçula de Ragnar com Aslaug. Nesse meio tempo, Ragnar aprende à rezar com Athelstan, enquanto Bjorn se reconcilia com Porunn. Na floresta, Floki colhe cogumelos, os quais faz um bastante convalescido Rollo ingerir, e também oferece à Torstein, agora braço direito de Ragnar. Quando Torstein é declarado morto, envenenado pelos cogumelos, Horik volta à confiar em Floki e revela seu plano de matar toda a família de Ragnar, ordenando-lhe que se ocupe de eliminar Bjorn, o qual ele passa à seguir tudo todo o dia.

No cair da noite, o plano de Horik é executado. Seus homens começam à atacar a vila, mas ao chegar à sala do trono, ele encontra Torstein no lugar de Ragnar. É revelado que Floki e Siggy não traíram Ragnar. Ao reconhecer a derrota, Horik implora pela vida do filho mais velho, Erlendur (Edvin Endre), e os homens mais próximos de Ragnar cravam suas lâminas em Horik, matam todos os seus filhos, exceto Erlendur, enquanto Ragnar se ocupa de finalmente matar Horik golpeando até a morte, reivindicando então sua espada de rei da Escandinávia. A temporada termina com Ragnar, agora rei, sentado no topo do penhasco Preikestolen.

Com uma temporada superior à anterior, Vikings solidifica sua posição como uma das melhores séries épicas do momento. Deixando um pouco à desejar no que diz respeito à alguns lapsos históricos, bem como no que diz respeito à performance de parte do elenco de apoio e alguns diálogos pouco convincentes, a qualidade da produção e a coerência da trama que segue com exatidão a trajetória de vida do personagem Ragnar Lothbrok e convergem para o ponto que culminará na eventual ascensão de seus filhos tem temporadas vindouras supera qualquer inconsistência.

Por fim, quem mais uma vez rouba a cena, além do próprio Travis Fimmel como Ragnar, são Gustaf Skarsgård como Floki, o qual enfrenta o grande dilema em ter que escolher um lado, e Katheryn Winnick como Lagertha, que novamente prova que mulher alguma precisa da ajuda de um homem para conseguir o que quer, até mesmo no violento universo de Vikings.

Vikings é transmitida pelo canal History e pode ser conferida via ITunes, Hulu e Netflix.

Vikings season 2 final scene

Anúncios

Deixe um Comentário

Anúncios
Anúncios