Os Defensores Review Séries

Os Defensores : review primeira temporada

MV5BNWI1N2Y4NzctMDczYS00NWM4LTk1NDktMmQxM2QwYTBhNjFkXkEyXkFqcGdeQXVyNzg1MDE5MTk@._V1_

The Defenders, traduzida para Os Defensores, é uma minissérie produzida pela Netflix e criada por Douglas Petrie e Marco Ramirez que adapta a reunião dos super-heróis Demolidor, Punho de Ferro, Jessica Jones e Luke Cage. Situada no universo cinemático da Marvel, ou seja, interconectada com todos os filmes e séries inspirados nos personagens Marvel, The Defenders traz novamente os personagens Matt Murdock, Danny Rand, Jessica Jones e Luke Cage interpretados respectivamente por Charlie Cox, Finn Jones, Krysten Ritter e Mike Colter.

A trama começa depois de vários meses após a segunda temporada de Demolidor e um mês depois dos eventos havidos na primeira temporada de Punho de Ferro, onde encontramos os quatro personagens principais exatamente como foram deixados decorridos os acontecimentos em suas últimas instalações.

118gt102unit00080r

Enquanto Matt Murdock (Cox) tenta lidar com a morte de Elektra Natchios (Elodie Yung) depois de um confronto com membros da organização conhecida como A Mão, e luta contra seus impulsos de seguir adiante com sua dupla identidade como o vigilante mascarado, temos Jessica Jones (Ritter) em sua constante busca por redenção depois de seu combate final com o vilão Kilgrave (David Tennant). Embora recuse novos trabalhos, a detetive se vê compelida à aceitar o caso de um pai de família que desaparece sem dar noticias. Em suas investigações, ela acaba tendo o investigado em questão morto em seu apartamento por envolvimento com a malfadada organização, o que a faz ser levada para prestar depoimento, culminando em seu encontro com Murdock, que assume seu caso através de Foggy (Elden Henson), agora associado no escritório de Jeri Hogarth (Carrie-Anne Moss).

A interação entre Murdock e Jones é, aliás, uma das melhores coisas da série. Diferentemente de Luke e Danny, ambos os personagens tem feridas muito mais profundas, e buscam redenção refutando suas habilidades no combate ao crime. Como se não bastasse, ambos são determinados, perspicazes e teimosos, o que torna interessante a dinâmica entre os dois e suas discussões ainda mais acaloradas. O destaque é para a cena em que Matt é despistado por Jessica, que descobre estar sendo seguida por ele, para depois ter sua identidade secreta descoberta pela detetive.

marvel_the_defenders_iron_fist_luke_cage_1500877461868

Paralelamente, temos Luke Cage (Colter), o ex-condenado com força sobrehumana que nada mais quer do que combater o crime no Harlem, e Danny (Jones), que segue obstinado em sua luta contra todos os membros da Mão pelo assassinato de seus pais e dos habitantes de K’un-Lun, perseguindo-os ao redor do globo com a ajuda de Colleen Wing (Jessica Henwick). Assim como Danny, Luke é um mediador de conflitos, e ambos estão dispostos à usar suas habilidades para o combate ao crime, ao contrário de Matt e Jessica. Contudo, a dinâmica entre os dois é como a da experiência com a qualidade, ao passo em que Luke ainda tenta conciliar a posição privilegiada na qual Danny se encontra como herdeiro de um império em contrapartida aos menos favorecidos em favor dos quais usa seus poderes.

MV5BNzMyNjE1MDkwNF5BMl5BanBnXkFtZTgwNzMyNzA5MjI@._V1_SY1000_CR0,0,1499,1000_AL_O mote que faz os quatro personagens lutarem juntos é, portanto, A Mão, a misteriosa organização criminosa que vem sendo explorada ao longo da segunda temporada de Demolidor e da primeira instalação de Punho de Ferro. No piloto, ao descobrir que sua luta está em Nova York, Danny e Colleen voltam para casa, enquanto Luke quer apenas descobrir quem é o responsável por recrutar os jovens do Harlem em suas escusas operações criminosas, o que acarreta no primeiro encontro entre os dois super-heróis. Enquanto isso, Jessica descobre sobre a organização por vias de sua investigação, ao passo em que é seguida por Matt, que nada mais quer do que impedi-la de se meter com o que não conhece.

j8p1gnplahclnvbqtskkFelizmente, nessa instalação, temos esclarecidos os verdadeiros propósitos da apontada organização. Descobrimos, por exemplo, que A Mão é uma espécie de seita que tem cinco importantes membros, todos poderosos e imortais, os chamados “dedos da mão”. São eles: seu líder, Alexandra (Sigourney Weaver), uma abastada empresária que está morrendo, bem como Madame Gao (Wai Ching Ho), que apareceu em Demolidor e Punho de Ferro, além de Sowande (Babs Olusanmokun), Bakuto (Ramon Rodriguez) e Murakami (Yutaka Takeuchi). Ainda, descobrimos que depois do final da segunda temporada de Demolidor, Elektra foi ressuscitada por Alexandra, a qual acredita na profecia de que ela seria Black Sky, a guerreira capaz de ajudar A Mão em sua busca pelo poder. O poder, em questão, somente pode ser obtido através do Punho de Ferro, ou seja, Danny Rand, porquanto o único capaz de abrir um portal subterrâneo em New York onde há uma reserva da substância capaz de tornar os membros da organização imortais.

014_GT_104_Unit_02922R2Paralelamente, temos ainda o retorno de Stick (Scott Glenn). Ele é o mentor de Matt e Elektra que volta com a missão de destruir a Mão, e completa o ciclo de informações ao explicar aos defensores ser ele o último remanescente da organização Chaste, cujo objetivo seria o de derrotar a Mão. É ele que tenta unir os quatro no mesmo propósito, principalmente Matt, que tenta se afastar de tudo ao descobrir que Elektra está viva e, embora transformada, parece tê-lo reconhecido em seu primeiro grande confronto na minissérie. Stick, no entanto, aponta que ela não tem mais alma, mas a persistência de Matt em fazê-la lembrar que é uma boa pessoa é levada às últimas consequências no episódio final.

A minissérie traz também de volta Misty Knight (Simone Missick), personagem da série Luke Cage que, nos quadrinhos, faz parceria no combate ao crime com Colleen Wing; bem como Trish Walker (Rachel Taylor), a irmã de Jessica Jones; Karen Page (Deborah Ann Wolf), ex-assistente e interesse amoroso de Matt; e Claire Temple (Rosario Dawson), que aparece em todas as séries solo dos personagens, retornando agora como namorada de Luke.

Marvel's The DefendersSuperior às primeiras temporadas de Jessica Jones, Luke Cage e Punho de Ferro, Os Defensores cumpre bem sua promessa, embora somente fique interessante e dinâmico à partir do terceiro episódio. No geral, é uma boa história que trata de um grupo de super-heróis como há muito não se via, com muito mais sequências de luta do que as vistas em Punho de Ferro, das quais, no entanto, nenhuma se equipara às conceituadas coreografias da primeira temporada de Demolidor. Com uma trama consistente, que vem desde o segundo arco de Demolidor, e que se estende na primeira instalação de Punho de Ferro, a narrativa segue coerente e os personagens sempre fiéis em suas vertentes, enquanto o elenco também não deixa nada à desejar, com destaque, obviamente, para Sigourney Weaver como a vilã principal.

Sem uma continuação oficialmente confirmada, o gancho final deve obviamente ficar por conta das séries solo dos personagens. Contudo, uma nova reunião dos Defensores será sempre bem-vinda.

Os Defensores se encontra disponível via Netflix.

Defenders

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s