Review do episódio #5.06 de The Walking Dead

the-walking-dead-episode-506-carol-mcbride-935

A menos de dois episódios para o final da primeira metade da quinta temporada de The Walking Dead, a série continua com Consumed, que dá sequência direta aos eventos havidos em Strangers e Four Walls and a Roof.

Ao final de Strangers, após o grupo de sobreviventes liderados por Rick (Andrew Lincoln) escapar do Terminal e encontrar abrigo na Igreja do Padre Gabriel Stokes (Seth Gilliam), bem como tomar a decisão de seguir viagem com Abraham (Michael Cudlitz), Rosita (Christian Serratos) e Eugene (Josh McDermitt) para Washington D.C., Carol (Melissa McBride), que pretendia abandonar a todos na surdina após a reunião emocionante em No Sanctuary, é surpreendida por Daryl (Norman Reedus), e os dois saem no encalço de um veículo com os possíveis raptores de Beth (Emily Kinney).

Assim, e basicamente, Consumed é a história paralela ao confronto final do grupo de Rick com os canibais liderados por Gareth (Andrew J. West) em Four Walls and a Roof e aos acontecimentos havidos durante a viagem de Abraham e os demais até Washington D.C. em Self Help, com o condão de mostrar Carol e Daryl em sua empreitada na localização e resgate de Betty, bem como de revelar aquilo que vem consumindo a personagem Carol desde os eventos pelos quais passou em Indifference e The Grove.

O episódio começa com uma cena em flashback de meses antes, extraída exatamente do episódio Indifference: Rick expulsa Carol do grupo durante uma saída para busca de suprimentos após o estouro da epidemia de gripe, e tão logo confirma suas suspeitas de que ela matou e carbonizou Karen (Melissa Ponzio) e David (Brandon Carroll) em Infected. Ela segue pela estrada com uma expressão fria, mas logo depois pára o veículo e desaba a chorar apoiada no volante. Um walker se aproxima e começa a bater no vidro do carro, o que a faz retomar o caminho. Ao longo do episódio, vários outros flashbacks da personagem aparecem, como os motivos para ela voltar ao presídio após a batalha final contra o Governador (David Morrissey), em Too Far Gone, e o desfecho da história de Mika (Kyla Kenedy) e Lizzie (Brighton Sharbino), em The Grove.

Meses depois após a destruição do presídio, ela agora segue viagem com Daryl atrás do veículo com cruzes brancas e que pode estar relacionado ao desaparecimento de Betty. Com faróis desligados, ele diz que pretende descobrir quem são os possíveis raptores para então depois agir. Ao finalmente chegarem à Atlanta, o veículo pára em frente a um prédio abandonado, e um policial desce. Embora um walker comece a se debater no carro estacionado à distância e no qual estão Carol e Daryl, o policial não os vê.

Mais tarde, Carol e Daryl encontram um prédio de escritórios e procuram um lugar para descansar. Ela revela conhecer bem o lugar, e quando perguntada, explica que era um lugar para pessoas que sofriam abusos. Os dois tentam descansar, e falam sobre recomeçar a vida após grandes traumas, ao que um barulho chama a atenção de ambos. É uma família de walkers presa numa sala. Daryl diz a Carol para deixá-los, e na manhã seguinte ele se encarrega de despachá-los e cremá-los sozinho.

Eles seguem pelas ruas de Atlanta repleta de walkers e entram pela garagem de um outro edifício de escritórios. Numa das salas, eles tem uma vista ampla do que sobrou da cidade, e avistam uma van com as cruzes brancas nos vidros pendurada sobre uma ponte. Os dois fazem o caminho de volta, mas são surpreendidos por Noah (Tyler James Williams). Após fugir do hospital em Slabtown, ele está se esmerando pelos prédios da cidade, e os desarma. Ao mencionar que os dois são durões e que irão sobreviver, ele ainda liberta os walkers aprisionados em barracas de camping instaladas no meio do corredor do prédio para atacá-los. Daryl e Carol conseguem despachá-los, e vão ao encalço de Noah, mas o perdem de vista.

Mais tarde, eles vão até a van na ponte no intuito de descobrir alguma coisa sobre o lugar do qual ela veio, mas nada encontram. Daryl nota um centro hospitalar não muito longe dali, e especula que deve ser lá, mas quando os dois se dão conta, o veículo está cercado por walkers. Desarmados, os dois se trancam na van e vão para a parte da frente. Eles colocam os cintos de segurança e esperam o veículo cair da ponte. Os dois emergem da van destruída sem maiores ferimentos, e acampam num beco próximo a um prédio que fica em frente ao hospital.

Os dois entram no prédio, e Carol diz a Daryl que ele era praticamente uma criança quando se conheceram, e que agora ele é um homem crescido. Ela admite que já esteve no abrigo no qual passaram a noite para então no dia seguinte voltar para o marido. De repente, os dois descobrem Noah no prédio, e uma walker ataca Carol, mas ela é quase mordida ao não conseguir se desvencilhar por conta do ferimento sofrido no braço com a queda da ponte. Daryl sai no encalço de Noah, e os dois o encontram tentando empurrar uma estante contra uma porta. Daryl corre e joga a estante sobre ele. Preso, com o walker tentando alcançá-lo, Noah pede ajuda, mas Daryl o ignora, recupera as armas roubadas e decide deixá-lo por sua própria sorte. Quando o walker finalmente consegue chegar até ele, Carol o salva.

Um agora descontrolado Noah olha pelas janelas, e aponta que “eles” estão à sua procura. Daryl e Carol olham pela janela e veem o veículo com cruzes brancas rondando o edifício, e perguntam quem são eles, e o garoto revela serem as pessoas que estão no hospital. Daryl pergunta sobre uma garota loira, e Noah devolve questionando se ele se refere à Betty, mencionando-a como a pessoa que o ajudou a escapar. Os três decidem então sair do prédio, Noah na intenção de fugir, mas Daryl e Carol decididos a irem até o hospital. Carol, porém, antecipa-se, e o carro com os policiais a atropela. Os ocupantes do veículo descem e a levam numa maca. Daryl decide ir até ela, mas é segurado por Noah, que explica que ela ficará bem e que eles irão tratá-la no hospital. Daryl reconhece que está diante de policiais armados, e que não poderá fazer muito sem a ajuda dos demais, e após conseguir um veículo, vota para a Igreja do Padre Gabriel juntamente com Noah, e o episódio termina.

Após os acontecimentos nos episódios Slabtown e Self Help, a primeira metade da temporada ganha nova forma com a trama do resgate de Betty – e agora também de Carol – no que provavelmente será outro grande confronto de Rick e seu grupo com os vivos no mundo pós-apocalíptico dominado por comedores de gente. Provavelmente com uma investida de plano de assalto sem a ajuda de Abraham, Glenn (Steven Yeun), Maggie (Lauren Cohan), Rosita (Christian Serratos) e Tara (Alanna Masterson), Rick e pequeno grupo de remanescentes terão que deixar os mais fracos para trás, na Igreja de Gabriel, e seguir no que será um embate de forças contra o grupo de policiais fortemente armados e que tem na intransigente Dawn Lerner (Christine Woods) sua líder. Por certo que sabemos quem sairá em vantagem no final, mas tudo aponta no sentido de que novas baixas no grupo de Rick estão por vir nos capítulos que seguem.

Deixe um Comentário