Review do episódio #4.16 de The Walking Dead

rickinblood

The Walking Dead encerra a quarta temporada de forma simplesmente fenomenal, o que não era de se duvidar, pois, convenhamos, apesar dos altos e baixos da série a cada ano com episódios deveras enfastiantes e desestimulantes, a adaptação dos quadrinhos de Robert Kirkman sempre acaba surpreendendo num dado momento, e após de tantas reviravoltas não poderia ser em melhor hora do que do que na própria season finale para o personagem Rick Grimes finalmente recuperar seu mojo.

hershelandrickO episódio abre com um flashback no presídio, provavelmente pouco depois do primeiro embate com o Governador (David Morrissey), em Woodbury. Hershel (Scott Wilson) recepciona Maggie (Lauren Cohan), Glenn (Steven Yeun) e Rick (Andrew Lincoln) de uma saída para busca de suprimentos, enquanto Carl (Chandler Riggs), Carol (Melissa McBride), Tyreese (Chad L. Coleman) e outros sobreviventes mantém walkers afastados das cercas. Hershel observa Carl com curiosidade e preocupação.

No presente, Rick, Carl e Michonne (Danai Gurira) estão acampados preparando o fogo para uma refeição. Eles estão cada vez mais próximos do Terminal, e Carl pergunta se ao chegarem lá dirão toda a verdade, e Rick apenas responde dizendo que irão explicar quem são, ao que Carl devolve com a pergunta sobre quem eles realmente são. Antes que haja uma resposta, no entanto, um errante aparece, mas os três o despacham.

Mais tarde, os três verificam a armadilha preparada por Rick e o coelho apanhado. O ex-xerife explica a Carl o funcionamento da armadilha. Um grito chama a atenção de todos, e Carl corre em sua direção, logo seguido de Rick e Michonne. Um homem é encurralado por vários walkers. Carl se prepara para atacar, mas Rick o impede, dizendo ser tarde de mais enquanto os errantes o devoram, não sem antes alguns deles os perceberem. Os três então correm até os trilhos, onde há um grupo de walkers se alimentando numa carcaça humana. Rick se aproxima para despachá-los a fim de que possam seguir em frente.

Um segundo flashback do presídio mostra Hershel visitando Rick em sua cela logo pela manhã. Beth (Emily Kinney) aparece para se ocupar de Judith, e Hershel explica a Rick que precisa lhe mostrar uma coisa, e pede para ele deixar a arma.

bloodbathNo presente, Rick, Carl e Michonne encontram um veículo abandonado, e decidem acampar. Carl dorme no estofamento enquanto Rick e Michonne especulam sobre o Terminal ser uma farsa. De repente, uma arma é apontada contra a cabeça de Rick. Joe (Jeff Kober) e seu grupo os cerca, e acusam Rick da morte de Lou (Scott Dale).

Daryl (Norman Reedus) emerge da escuridão, e pede a Joe para deixá-los, pois são pessoas de bem, larga seu crossbow e se oferece no lugar de Rick. Joe o acusa de mentir ao dizer que são pessoas de bem, uma vez que Rick matou Lou, e então ordena que seus homens lhe deem uma lição. Todos partem para cima de Daryl, enquanto outro membro do grupo arranca Carl do veículo, e começa a molestá-lo.

Joe explica a Rick que vão bater em Daryl até a morte, e que depois pegarão Michonne e Carl, para então somente depois acabar com ele. Rick lhe dá um golpe com a cabeça, atirando-o para trás, e arranca-lhe um naco do pescoço, matando-o quase instantaneamente sob o olhar assustado de Carl, em uma sequência diretamente extraída dos quadrinhos. Os homens que espancam Daryl param, e Michonne ataca aquele que a imobiliza, e todos se armam contra o grupo de Joe, matando-os a todos. O sujeito que está com Carl aponta uma faca no pescoço do garoto quando Michonne se aproxima, mas Rick emerge para dizer que vai lidar com ele, ao que o homem larga a faca e se entrega. Rick, no entanto, o esfaqueia várias vezes até matá-lo.

Um terceiro flashback mostra Hershel e Rick do lado de fora dos prédios do presídio. Ele lhe explica que precisam começar a plantar sua própria comida, e que é hora de dar um tempo na guerra de Rick. O ex-xerife desconversa no sentido de que precisa continuar a liderar o grupo nas saídas em busca de suprimentos, mas Hershel insiste que ele precisa de um tempo para si para Carl.

darylandrickNo presente, é dia seguinte ao confronto com o grupo de Joe, e enquanto Michonne está dentro do veículo com um adormecido Carl, Rick está do lado de fora, coberto de sangue. Daryl se aproxima com um pouco de água para que ele se limpe, e explica que não sabia o que Joe pretendia e que estava na iminência de deixar o grupo até que decidiu voltar para então descobrir que era ele a pessoa de quem estavam atrás. Rick lhe diz para não assumir qualquer culpa, e o chama de irmão. Por fim, ele não se arrepende do que fez, e explica que o fez apenas por Carl, que escuta tudo de dentro do veículo.

Mais tarde, o grupo se aproxima do Terminal, e decide ir pela floresta para conhecer o lugar antes de entrar. Os quatro se separam, e Carl vai com Michonne, que percebe o quão ele ficou abalado com o massacre da noite anterior. Ela então conta a história de como seu filho morreu, e que na volta de uma saída em busca de suprimentos, encontrou o acampamento destruído e o filho morto, enquanto seu marido e o amigo dos dois haviam usado drogas, e poderiam ter evitado o incidente. Ela explica que os mutilou e que eram eles com os quais andava entre os walkers até encontrar Andrea (Laurie Holden). Ela conclui, dizendo que era um monstro, e que restaurou sua humanidade depois que encontrou Andrea e Rick. Carl explica então a Michonne que outro dia Rick lhe disse que tinha orgulho dele, mas que ele não é uma pessoa boa como seu pai pensa, mas outro monstro. Os dois se abraçam.

garethNum outro lugar, Rick enterra uma bolsa com armas na floresta, e fica apenas com duas armas de fogo, deixando para trás sua pistola. Os quatro se reencontram e pulam a cerca do Terminal. Eles caminham pelo lugar, e chegam a um depósito onde veem um grupo de pessoas e uma mulher mandando sinais de rádio informando sobre o Santuário. Eles então os surpreendem. Um homem chamado Gareth (Andrew J. West) lhes dá as boas vindas, e pede para abaixarem as armas. Um segundo homem, Alex (Tate Ellington), se aproxima e os revista. Após, eles lhes devolvem as armas, e os levam para fora até onde Mary (Denise Crosby) prepara alguma coisa na grelha.

Rick observa o lugar, e enquanto nota as várias pessoas espalhadas cumprindo afazeres, repara alguns objetos familiares, como uma mochila, o equipamento anti-motim do presídio, o poncho de Maggie, até finalmente ver o relógio que Hershel deu a Glenn no bolso da calça de Alex. Ele então avança para cima de Alex e aponta a arma para sua cabeça, questionando-o sobre o relógio.

Um quarto flashback do presídio mostra Rick se aproximando de Carl, que limpa a arma enquanto Ben (Tyler Chase) brinca com legos e Beth cuida de Judith. Ele pede ao filho para ir com ele, e diz que para onde vão não precisam das armas.

carlandmichonneNo presente, todos empunham suas armas, e um atirador no telhado aponta contra Rick. Alex ordena que o atirador os deixe. Rick insiste em saber sobre o relógio, e Gareth aparece para tentar contornar a situação, explicando que ele encontrou de alguém morto. Não convencido, Rick pergunta onde está seu pessoal, e tiros começam a ser disparados. O grupo corre entre os galpões, veem uma ossada humana, e tiros disparados dos telhados os fazem desviar até chegarem a um depósito com inscrições nas paredes sobre «nunca mais confiar» e «nós em primeiro lugar».

Eles conseguem sair, mas logo são encurralados próximos a um vagão de trem marcado com a letra A. Gareth aparece no alto de um telhado e ordena que eles abaixem as armas. Ele chama Rick de ringleader e ordena que ele seja o primeiro a entrar no vagão. Rick hesita, mas o sujeito ameaça matar Carl. Os quatro se entreolham, e Rick decide obedecer. Logo em seguida, Gareth ordena que Daryl e Michonne também entrem no vagão. Por fim, Carl, ainda na mira, é o último a se dirigir até o vagão. Ao entrarem, as portas são fechadas, e Glenn (Steven Yeun), Maggie (Lauren Cohan), Sasha (Sonequa Martin-Green), e Bob (Lawrence Gilliard Jr.) emergem da escuridão. Eles lhes apresentam Tara (Alanna Masterson), Abraham (Michael Cudlitz), Rosita (Christian Serratos) e Eugene (Josh McDermitt) como novos amigos.

Um último flashback do presídio mostra Hershel com Rick e Carl na fazenda. Eles começam a construí-la, e Rick mostra ao filho como utilizar a enxada. Beth se aproxima com Judith nos braços, e o momento é familiar e descontraído. Hershel diz que pode ser sempre assim, e Rick conclui que é o suficiente para o momento.

vagonDe volta ao presente, no vagão de trem, Rick explica que aqueles que os prenderam se sentirão muito estúpidos quando descobrirem, reprisando uma fala dos quadrinhos. Todos o observam, mas apenas Abraham questiona a que ele se refere, ao que Rick conclui que as pessoas no Terminal mexeram com as pessoas erradas, e o episódio acaba.

Denominado simplesmente de A, o título do episódio, que faz referência à primeira letra do alfabeto inscrita no vagão de trem que aparece apenas no final, poderia muito bem significar arrebatador, admirável, adventício ou mesmo abrupto, mas a verdade, é que a quarta temporada de The Walking Dead não apenas encerra com todas essas características, como confirma que não apenas coelhos caem nas mais simples armadilhas. Mais importante que isso, o episódio deveria se chamar Como Rick Ressurge Como o Líder Nato que Sempre Foi, ou simplesmente Alpha Dog, que é a posição que ele solidifica no episódio. Após o massacre do grupo de Joe, em ótima referência aos quadrinhos, Rick parece finalmente ter restituído sua natureza sobrevivente, e muito provavelmente reassumirá a posição de líder para a preservação e manutenção do grupo contra o que quer que venha pela frente.

Frustrante, mais uma vez, no entanto, é termos um final em aberto para o que está por vir. Dúvidas, porém, não restam no sentido de que as pessoas no Terminal, a julgar pela grande quantidade de carne na grelha de Mary e a ossada humana encontrada, de que são os tão temíveis canibais dos quadrinhos. Podemos ao menos ter agora a convicção, durante o aguardo da quinta temporada, de que o grupo está agora em boas mãos na medida em que Rick recuperou seu mojo como líder e executor de medidas drásticas.

Não podemos esquecer que Beth foi levada, senão por alguém do grupo do Terminal, outro que poderá chegar até eles, assim como Carol (Melissa McBride) e Tyreese (Chad L. Coleman), que também estão a caminho do Santuário. Logo, e a menos que o grupo de Rick não tenha ajuda do lado de fora do Terminal, podemos ter a absoluta certeza de que independentemente de Judith também for colocada em perigo, o melhor e o pior do ex-xerife virá à tona enquanto estiver novamente revestido da função de responsável por todos.

finalscene

Anúncios

Deixe um Comentário

Anúncios
Anúncios