Review do episódio #4.14 de The Walking Dead

TWD_414_GP_1015_0149

A menos de três episódios do final da quarta temporada, The Walking Dead segue com The Grove, que vem para encerrar o arco de mistérios para o personagem Tyreese (Chad L. Coleman) acerca dos assassinatos de Karen (Melissa Ponzio) e David (Brandon Carroll) havidos no episódio Infected, bem como da descoberta de Carol (Melissa McBride) a respeito da natureza sociopata de Lizzie (Brighton Sharbino).

Após decidirem seguir para o Terminus, onde, conforme anunciado nas placas encontradas na estrada de ferro, há uma comunidade denominada Santuário, Carol e Tyreese seguem viagem com as crianças Lizzie, Mika (Kyla Kenedy) e a pequena Judith. Acampados ao relento, Carol tem a bebê de Rick (Andrew Lincoln) nos braços enquanto faz vigia para Tyreese e Mika. Lizzie faz questão de estar ao seu lado, e sugere que ela descanse para que ela continue a montar guarda, apontando com ênfase que ela salvou Tyreese. Carol concorda que ela não teve outra escolha, e a menina lhe pergunta se ela teve filhos, ao que Carol menciona a filha morta, e explica que ela era ingênua, para então Lizzie concluir que é justamente por isso que ela não está mais viva.

TWD_414_GP_1018_0272Na manhã seguinte, o grupo especula o quão longe devem estar do Terminus, já que não avistaram mais nenhuma placa. Um cheiro de queimada atrai a atenção de todos, e Carol decide ir investigar, e leva consigo Mika, enquanto Tyreese, por estar com o braço ferido, fica nos trilhos com Lizzie e Judith.

Nos trilhos, um walker vem à distância, e Tyreese entrega Judith à Lizzie, e vai até o errante, para despachá-lo. Ao se aproximar dele, o walker cai, impossibilitado de se mover, Lizzie vai até os dois, e pede a Tyreese para deixá-lo, pois nem sempre é necessário matá-los.

Enquanto isso, Carol e Mika caminham juntas para investigar o fogo, e a menina declara ser incapaz de matar pessoas ou até mesmo walkers, mas alega saber o que eles são, diferentemente da irmã. Carol, no entanto, insiste que num dado momento, ela será capaz de fazê-lo, mas Mika desconversa ao avistar uma casa.

O quinteto vai até a propriedade, e enquanto Tyreese e Carol entram para saber se o lugar é seguro, as meninas ficam do lado de fora. Lizzie tem Judith nos braços, e Mika faz guarda. De repente, um errante sai por uma porta e cai da varanda bem em frente à Lizzie e Judith. Desesperada, Mika atira e acerta a cabeça do walker no terceiro disparo. Tyreese e Carol aparecem, e depois de pegarem Judith, Mika tenta acalmar a irmã. Carol se sente orgulhosa por Mika, mas Lizzie está visivelmente chateada. À noite, os cinco estão reunidos na sala de estar, e Mika sugere que eles vivam ali.

Na manhã seguinte, Carol prepara o café e escuta Lizzie do lado de fora. Ela está correndo alegremente ao redor de uma walker. Mais do que depressa, ela vai até as duas, e mata a errante, sob os protestos da menina, que, furiosa, chora e esbraveja, alegando que a morta-viva era sua amiga.TWD_414_GP_1016_0067

Ao descobrir quem de fato dentre as irmãs é a mais forte, Carol leva Mika para caçar cervos, e explica que ela deve proteger a irmã, que está bastante confusa em relação aos walkers. A menina, a mando de Carol, tenta, mas não consegue disparar contra um cervo que está em sua mira, e depois sorri, dizendo que há nozes para comer.

Enquanto buscam água, Tyreese revela a Carol que parece mesmo ser uma boa ideia ficarem por ali mais alguma tempo, uma vez que ainda não se sente preparado para se aproximar de desconhecidos no Terminus. Nisso, Mika vê Lizzie correr para os trilhos com uma caixa. Ela sai armada atrás da irmã e a descobre alimentando o walker caído nos trilhos e deixado vivo por Tyreese. Mika tenta explicar que ele não é mais uma pessoa consciente, e que ele quer devorá-las. Lizzie está prestes a se oferecer para o errante, quando vários outros emergem da floresta, vindos da queimada.

Carol e Tyreese escutam as meninas gritarem ao longe, e vão ao seu encontro. Mika tropeça no arame farpado que cerca a casa, e Lizzie a ajuda. Os quatro começam então a disparar suas armas contra os vários errantes chamuscados que se aproximam até sobrar nenhum. Carol observa Lizzie, e parece ter esperanças pela menina.

Na manhã seguinte, Carol concorda com Tyreese sobre a ideia de ficarem por ali, e ele esclarece que isso não significa que um dia não possam ir. Ele então revela que sonha com Karen todas as noites, mas principalmente com o desconhecido que a matou. Carol fica angustiada, mas antes que possa dizer qualquer coisa, ela o deixa desabafar, e os dois eventualmente se abraçam.

TWD_414_GP_1015_0185De volta à casa, Carol e Tyreese veem Lizzie com uma faca e as mãos sujas de sangue. Mika está morta de um lado, e de outro Judith as observa sentada numa toalha. Horrorizados, os dois se aproximam, mas Lizzie saca a arma, ordenando que aguardem até que a irmã se transforme para que compreendam que nem todos os walkers são maus. Ela explica que estava para fazer o mesmo com Judith, mas Carol adverte que a bebê não anda, e pede gentilmente que ela lhe entregue a arma, e que vai amarrar Mika até que ela se transforme. Lizzie concorda, e Tyreese a leva para dentro juntamente com Judith, enquanto Carol despacha Mika antes que ela venha a se transformar.

Mais tarde, Carol está aos prantos na sala de jantar, e Tyreese aparece com Judith nos braços, explicando que deixou Lizzie no quarto e que tirou todas as armas dela. Ele revela que descobriu uma caixa com ratos, e que Lizzie admitiu alimentar os walkers do lado de fora do presídio, bem como que teria vivissecado um coelho encontrado por ele, Rick e Daryl (Norman Reedus) em seus calabouços pouco antes da invasão do Governador (David Morrissey), em Too far Gone. Ele então revela que acredita ser ela a pessoa que matou Karen e David, mas não entende como ela poderia ter arrastado seus corpos. Carol explica que não foi ela que os matou, pois, ao invés disso, teria deixado-os se tornar walkers. Os dois fazem conjecturas sobre o que devem fazer para impedir que Lizzie fique perto de Judith, e Carol conclui que a menina não pode ficar perto de ninguém.

Na sequência, vemos Carol e Lizzie caminhar pelo jardim. Tyreese as observa apreensivo pela janela. Carol explica que as duas precisam colher flores para Mika para quando ela retornar. Lizzie percebe que Carol está diferente, e começa a chorar, desculpando-se por ter-lhe apontado a arma. Carol chora, mas para acalmar a menina, faz o que Mika lhe fez no começo do episódio, e ordena que ela olhe para as flores. Aos prantos, ela dispara.

TWD_414_GP_1018_0043Carol e Tyreese enterram as irmãs lado a lado junto a outras sepulturas no quintal. À noite, Carol desliza a arma sobre a mesa em direção a Tyreese, que sem entender, ouve dela a confissão de que matou Karen e David. Ele segura a arma, e se mostra bastante contrariado, e depois de ouvir dela que não houve sofrimento e que foi rápido, finalmente a perdoa e admite que eles não podem mais ficar ali.

Na manhã seguinte, os dois, com Judith à tiracolo, partem rumo ao Terminus, e o episódio acaba.

Ainda inferior aos três primeiros episódios da segunda metade da temporada, After, Inmates e Claimed, The Grove surge como um alívio após os sofríveis Still e Alone, e finalmente resgata a história dos assassinatos de Karen e David, dando-lhe um desfecho inesperado, bem como da sociopatia da personagem Lizzie e suas terríveis e fatais consequências para o grupo no qual se encontra.

Diferentemente do que muito se especulava, Carol admite ser a única responsável pelas mortes dos personagens Karen e David. Após o fatídico destino das irmãs Mika e Lizzie, ela decide confessar a Tyreese, e embora não se mostre arrependida do que fez, demonstra o quanto sente por ambas as mortes. Ao reconhecer o que Carol fez como uma atitude para proteger o grupo, Tyreese a perdoa, e os dois seguem em frente cada um com o fardo que tem.

Já, Lizzie, ao contrário do que sucede nos quadrinhos, em que é o personagem de Carl Grimes que eventualmente executa um menino com aproximadamente a mesma idade que ele por ser um sociopata, o que dava a entender que tal fato também ocorreria na série, é pelas mãos de Carol que ela acaba encontrando seu fim. Ironicamente, Carol é a mesma que perdeu uma filha e que também foi julgada por Rick e por uma boa base de fãs pelas mortes de Karen e David, quando seu único desejo era proteger as duas meninas que tanto passou a amar. Se Lizzie seria ou não apta a seguir em frente com a sociopatia que lhe submetia e conviver entre outros com o devido aconselhamento, como Tyreese sugeriu, jamais saberemos. Contudo, podemos ter a certeza de que a pequena Judith – que também deixou de existir nos quadrinhos a partir da invasão do presídio pelo Governador – agora estará mais segura, e que Carol pode finalmente ter resgatado o resquício de humanidade que lhe restou, da mesma forma como Rick também o fez no presídio, quando da emocionante revelação da verdade junto a Tyreese.

Anúncios

Deixe um Comentário

Anúncios
Anúncios