Oscars® 2014 : Vencedores e cerimônia

rs_560x315-140302191111-560.Oscars-Twitter-Selfie.jl.030214

Como já era previsto, 12 Anos de Escravidão levou a estatueta de melhor filme durante a 86ª cerimônia dos Prêmios da  Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, realizada no Teatro Dolby, ontem à noite, em Los Angeles.

Surpresa para muitos, no entanto, que acreditavam, a julgar pela quantidade de prêmios técnicos abocanhados pelo longa-metragem Gravidade, que não apenas merecidamente conquistou os Oscars de melhor cinematografia, melhor edição, melhor tema musical, melhor som, melhor edição de som e melhores efeitos especiais, derrotando assim grandes concorrentes como The Hobbit: The Desolation of Smaug e Star Trek Into Darkness, sairia como vencedor na categoria de melhor filme, principalmente após conseguir se impor também na premiação de melhor diretor, para Alfonso Cuarón.

Mas se a conquista do maior de todos os prêmios para a película de Steve McQueen e da produtora Plan B de Brad Pitt parecia ser o menos óbvio para muitos, o mesmo não se pode dizer de Frozen, ganhador não apenas na categoria de melhor animação, como também de melhor canção original, para Let it Go, de Kristen Anderson-LopezRobert Lopez, desbancando assim Ordinary People do U2, para o filme Mandela: Long Walk to Freedom.

Como não poderia deixar de ser, Clube de Compras Dallas faturou o prêmio de melhor maquiagem, e estranho seria se perdesse para Jackass Presents: Bad Grandpa ou The Lone Ranger, enquanto The Great Gatsby levou a estatueta de melhor figurino, e o italiano The Great Beauty de melhor filme estrangeiro.

Nas categorias melhor roteiro original e melhor roteiro adaptado também não houve maiores surpresas: John Ridley faturou o prêmio de melhor roteiro adaptado por 12 Anos de Escravidão, enquanto Spike Jonze o de melhor roteiro original por Her.

Como igualmente previsto, Nebraska e Philomena não levaram uma estatueta sequer, assim como Capitão Phillips e O Lobo de Wall Street. Mas o grande azarão foi, indubitavelmente, Trapaça, que a despeito de concorrer em todas as principais categorias, somando ao todo dez, não levou um único prêmio.

E se desempenho é o que vale na telona, pode-se dizer que os Academy Awards de 2014 fizeram justiça como há muito tempo não se via. Indo de encontro às fortes candidatas representadas por Jennifer Lawrence e Julia Roberts, Lupita Nyong’o levou a estatueta de melhor atriz coadjuvante por seu papel em 12 Anos de Escravidão.

Na categoria ator coadjuvante, não foram nem Michael Fassbender, nem Jonah Hill e nem Bradley Cooper que ficaram com o prêmio, mas Jared Leto, que fez um dos discursos mais emocionantes e humanitários da noite em prol às vitimas da AIDS, ao ter por reconhecido sua atuação como o transexual Rayon, em Clube de Compras Dallas.

E se Cate Blanchett não surpreendeu ao levar a estatueta de melhor atriz por Blue Jasmine, foi Matthew McConaughey que pegou todos de sobressalto ao ganhar o prêmio de melhor ator principal por Clube de Compras Dallas, a despeito da enorme campanha em várias redes sociais para que Leonardo DiCaprio, quatro vezes indicado ao prêmio, levasse a estatueta.

Aliás, o discurso de McConaughey, diferentemente do colega Jared Leto, não fez menção ao herói da vida real interpretado ou mesmo às vitimas da doença retratada no longa-metragem. Acusado de discursar um texto narcisista, o ator, porém, honrou a instituição da família e os próprios méritos que existem em cada um dos concorrentes da noite, enfatizando que todos devemos ser nossos próprios heróis, sem qualquer puxa-saquismo de praxe.

Considerada uma das mais divertidas cerimônias, o Academy Awards 2014 teve como hostess a atriz e também apresentadora de televisão Ellen DeGeneres, cujas piadas menos ácidas que as de Seth MacFarlane, na edição 2013, conferiram mais leveza ao evento, aliado ainda a uma inédita provocação com pizza e um selfie retrato com ninguém mais do que Meryl Streep, Brad Pitt, Angelina Jolie, Julia Roberts, Jennifer Lawrence, Bradley Cooper, Kevin Spacey, Jared Leto e Lupita Nyong’o, que bateu todos os recordes de compartilhamento via Twitter.

Como não poderia deixar de ser, a parte do evento dedicada à memória dos que já partiram também foi belíssima, ao mencionar James Gandolfini, Paul Walker, Shirley Temple, Philip Seymour Hoffman, entre outros, além de Harold Ramis, falecido na semana passada, e igualmente mencionado por seu amigo Bill Murray quando da apresentação de um prêmio. Não ficou de fora nem mesmo o cineasta brasileiro Eduardo Coutinho na lista de homenageados.

Sem dúvida alguma, considerada a cerimônia mais calorosa e divertida de todos os tempos, os Academy Awards 2014 marcaram a história pela quebra de alguns tabus e regras de postura, além de ótimos e belos discursos, mas, sobretudo, por fazer justiça aos premiados.

Confira a lista completa dos vencedores aqui.

Anúncios

Deixe um Comentário

Anúncios
Anúncios