Review do episódio #1.03 de True Detective

true-detective-the-locked-room-mcconaughey-harrelson

Após a descoberta da Igreja abandonada ao final do episódio Seeing Things, Cohle (Matthew McConaughey) e Hart (Woody Harrelson) continuam a investigação do assassinato de Dora Lange (Amanda Rose Batz) em True Detective, e The Locked Room desenvolve a primeira grande pista para a solução do caso.

A dupla de detetives descobre o paradeiro do pastor da Igreja queimada, Joel Theriot (Shea Whigham), interrogam um suspeito, e descobrem através de Theriot que a vítima era frequentemente vista com um sujeito alto e com diversas cicatrizes no rosto. Enquanto pressionados pelo chefe de polícia, Ken Quesada (Kevin Dunn), Cohle decide tentar descobrir a localização do misterioso homem com quem Dora Lange andava, examinando casos antigos de assassinato.

dabc799e495042e9c2820b1dabd3a95aEnquanto isso, o relacionamento de Hart com Maggie (Michelle Monaghan) continua tenso, principalmente quando Audrey (Madison Wolfe) leva uma advertência na escola por conta de alguns desenhos obscenos e o policial não sabe administrar uma boa conversa para tentar descobrir o que está acontecendo, embora se mostre deveras preocupado numa cena seguinte, em que vê as tais figuras. Para piorar as coisas na casa dos Hart, Cohle aparece por lá justamente quando o parceiro não está e tem uma conversa descontraída com sua esposa, o que o deixa desconfiado e furioso. Porém, na tentativa de amenizar a situação, um encontro duplo envolvendo uma amiga de Maggie acontece, mas termina de forma desastrosa quando Hart vê sua amante, Lisa Tragnetti (Alexandra Daddario), no mesmo bar e com um acompanhante. Mais tarde, completamente embriagado, ele invade sua casa e espanca o sujeito, ameaçando-o de morte.

Cohle, por seu turno, está empenhado na tentativa de localizar casos similares, e descobre uma morte supostamente acidental que tem elementos semelhantes ao do ocorrido com Dora Lange. Ele e Hart vão então atrás do avô da vítima, e descobrem que ela estudou no Light of Way, uma instituição religiosa e de propriedade do Reverendo Billy Lee Tuttle (Jay O. Sanders), antes de fugir com o namorado, Reggie Ledoux (Charles Halford). Os dois então acreditam estar bastante próximos do fim do mistério, e vão até a antiga escola, agora destruída pelo furação Andrew.

Antes que Cohle e Hart sigam a fundo nas investigações, a ficha criminal de Ledoux é levantada e os dois descobrem que ele é traficante de drogas, criminoso sexual reincidente e ex-companheiro de cela de Charlie Lange (Bred Carter), ex-marido de Dora, ao que decidem visitá-lo na cadeia.

Em 2012, os testemunhos de Hart e Cohle continuam sendo tomados pelos detetives responsáveis pela reabertura do caso, Maynard Gilbough (Michael Potts) e Thomas Papania (Tory Kittles). Os conceitos falhos de Hart ficam cada vez mais evidentes, bem como o niilismo de Cohle.

626b77407bea42cdc252289f65a5d487Simplificadamente, The Locked Room se presta para deixar evidente a hipocrisia e o falso moralismo de Hart no que diz respeito à instituição da família, na medida em que mergulha fundo na obsessão pela amante e deixa de lado a esposa e as filhas, enquanto Cohle surpreende com sua expertise como interrogador, e o episódio termina com a terrível imagem de um homem semi-nu e repleto de tatuagens caminhando por uma floresta com uma máscara de gás e um facão na mão e o monólogo de Cohle ao concluir que “como em todos os sonhos, sempre tem um monstro no final”.

Se True Detective não cativa o telespectador nos dois primeiros episódios, é definitivamente a partir do terceiro que passa a ser impossível não querer acompanhar a trajetória não somente da investigação do assassinato e seu desfecho, como também dos eventos que culminaram no abrupto fim da relação entre os dois detetives e os motivos para um futuro tão deplorável ao personagem de McConaughey.

Deixe um Comentário