Review do episódio #4.03 de The Walking Dead

TWD_403_GP_0606_0056

Dando continuidade aos eventos do episódio anterior, Isolation segue com o arco da epidemia de gripe que começa a dizimar os sobreviventes um a um dentro do presídio, como se só os mortos-vivos do lado de fora não fosse o bastante.

O episódio começa mostrando Glenn (Steven Yeun) e Maggie (Lauren Cohan) cavando sepulturas para os vários mortos por contaminação. Enquanto isso, Tyreese (Chad L. Coleman) mostra a Rick (Andrew Lincoln), Daryl (Norman Reedus) e Carol (Melissa McBride) os corpos carbonizados de Karen (Melissa Ponzio) e David (Brandon Carroll), e pede que o ex-xerife, na qualidade de autoridade, tome providências para que descubra o responsável e que ele seja punido. Rick, no entanto, tenta acalmá-lo, enfatizando serem outras as prioridades no momento, e os dois partem para a agressão.

Mais tarde, Hershel (Scott Wilson) cuida dos ferimentos havidos na mão de Rick por conta do embate físico entre ele e Tyreese, e informa que haverá um encontro do conselho no dia seguinte para que sejam tomadas decisões em relação à epidemia, mas relutante, apesar de líder, Rick declina o convite.

Do lado de fora, Sasha (Sonequa Martin-Green) começa a apresentar os sintomas da doença que se abate sobre todos, e vai buscar a ajuda do Dr Subramanuan (Sunkrish Bala), que também começa a mostrar sinais de contaminação.

No conselho formado por Hershel, Glenn, Carol, Daryl e Michonne (Danai Gurira), fica decidido que um grupo irá atrás de antibióticos num hospital veterinário que fica a 50 milhas do presídio, o que levará um dia para que os doentes no presídio possam ser tratados com a chegada dos medicamentos, bem como que as pessoas mais vulneráveis sejam mantidas em isolamento, entre crianças e idosos, inclusive Carl (Chandler Riggs), que recebe mal a notícia, e Hershel.

Na sequência, Rick se aproxima de Tyreese após este enterrar Karen e David, e pede desculpas pelo ocorrido, porém, e mais uma vez, ele lhe pede que encontre a pessoa que os matou. Com a relutância de Rick, Tyreese informa que ele mesmo vai fazê-lo.

Glenn começa a apresentar os sintomas da gripe, e vai para o pavilhão de isolamento dos doentes, onde Carol descobre que Lizzie (Brighton Sharbino) também está doente.

Daryl e Michonne se preparam para sair em busca dos antibióticos, e Bob (Lawrence Gilliard Jr.) se oferece para ir junto. Após dizer a Michonne que ela faz falta quando está fora do presídio à procura do Governador (David Morrissey), Daryl vai até Tyreese e pede que ele vá junto com eles na expedição em busca dos medicamentos, ao que este recusa o convite, e informa que ficará tomando conta das pessoas que estão em quarentena, temendo que o mesmo que aconteceu com Karen ocorra com Sasha.

Mais tarde, na ala de isolamento das pessoas vulneráveis, Hershel decide sair, ao que é abordado por Carl, que com a arma que lhe foi devolvida, ao saber que o veterinário decide ir para fora do presídio, e que não pode impedi-lo, pede para ir junto. Na floresta, enquanto Hershel colhe algumas ervas para preparar um chá a fim de minimizar os efeitos da gripe nos contaminados, Carl se mantém vigilante com a arma em punho. Hershel informa que ali é tranquilo, ao que Carl nota um ruído, e os dois encontram um walker imobilizado ao pé de uma árvore. De repente, outro walker com a perna presa numa armadilha para animais aparece, e ansioso, Carl levanta a arma para atirar, ao que Hershel lhe diz não ser necessário, e os dois vão embora.

Depois de uma conversa emocionante com Sasha, Tyreese decide ir junto com Daryl, Michonne e Bob atrás dos antibióticos, e todos partem no carro de Zach (Kyle Gallner), enquanto Hershel retorna de sua caminhada na floresta com as ervas que colheu e segue para o pavilhão de quarenta, ao que é impedido por Maggie. Confrontado pela filha e por Rick, que se junta aos dois, ele explica que sua função é salvar vidas, e que essa é a maior razão para ele correr o risco de uma contaminação. Maggie decide não impedi-lo, e Beth (Emily Kinney), que está no isolamento dos vulneráveis tomando conta de Judith, tenta confortar a irmã.

Após um encontro com Tyreese no qual ele lhe pede para cuidar especificamente de Sasha em razão do incidente com Karen, Carol perde as estribeiras e, enfurecida, despeja o último barril com água. Ela então decide sair e consertar o cano que fica do lado de fora do presídio, ao que acaba sendo cercada por diversos walkers. Rick a ajuda a escapar, e se enfurece por ela fazê-lo sozinha quando havia sido decidido que tomariam as providências para regularizar o acesso à água no dia seguinte.

No início do trajeto ao hospital veterinário, Daryl tenta explicar a Michonne que o rastro do Governador há muito se perdeu, e que se houvesse alguma chance de encontrá-lo, ele mesmo iria com ela. De repente, eles ligam o rádio, e conseguem acessar o que parece ser uma transmissão que alerta a todos que sobreviveram que se mantenham vivos, ao que Daryl perde o controle do veículo quando vê uma horda de centenas de walkers na estrada. Ele tenta recuar, mas o veículo fica atolado na massa de corpos que se forma debaixo das rodas. Todos saem e começam a matar um a um dos errantes, e apenas Tyreese fica no veículo. Bob o chama diversas vezes, enquanto se defende dos walkers, e ele finalmente desce do carro, e enfrenta enfurecido uma legião de mortos-vivos que o cercam. Daryl, Michonne e Bob correm para a floresta, e quando parecia não haver esperança para Tyreese, eis que ele surge entre os arbustos logo atrás deles.

No presídio, na ala de quarentena, com as vias respiratórios cobertas, Hershel faz com que o Dr Subramanuan tome o chá, e este tosse sangue em seus olhos. O veterinário então tira o lenço, e limpa o rosto, sabendo que não há mais volta. Mais tarde, ele também trata de Glenn, pedindo a ele que continue e ser como é, e que não esmoreça.

Do lado de fora, após analisar as manchas de sangue até o local onde Karen e David foram queimados, Rick confronta Carol pelo que ela fez. Ele então pergunta diretamente se ela os matou, e sem qualquer remorso, ela confirma.

Encontrar uma forma de sobreviver atrás das cercas de um presídio aparentemente seguro parecia ser o máximo do vislumbre do paraíso para o grupo de sobreviventes liderados por Rick. Contudo, não bastassem as constantes, porém, administráveis ameaçadas dos errantes do lado de fora, o perigo iminente com um possível retorno do Governador – talvez agora relegado a um momento em que Michonne, a única ainda alerta a tal ameaça, terá baixado a guarda conforme sugerido por Daryl -, a epidemia da gripe se tornou o grande marco para a considerável redução da pequena comunidade.

Enquanto agora o grupo se divide em busca para fins de prover medicamentos aos doentes e proteger aqueles que ainda estão saudáveis, a ameaça externa se torna cada vez mais intensa. A grande leva de walkers alcançou um nível absurdo, e enquanto alguns errantes solitários aparecerem vez ou outra, uma multidão caminha junto sabe-se lá para onde, representando uma ameaça maior do que jamais se imaginou.

Fica então a dica para os telespectadores de The Walking Dead no sentido de que a série, agora mais do que nunca, torna-se mais audaciosa, e sobreviver já não é mais um opção, mas um desafio constante que pode custar muito mais do que salvar a própria pele, mas de ser capaz de qualquer coisa para proteger os que estão ao seu redor, sendo provavelmente isso o que faz Rick tanto hesitar quando precisa demonstrar sua autoridade. A dúvida agora é saber até que ponto os sobreviventes podem chegar, e se Carol finalmente vai extrapolar seus limites, tal como na série em quadrinhos.

Anúncios

Deixe um Comentário

Anúncios
Anúncios