Review do episódio #5.15 de Breaking Bad

558266_10151905645137722_1485394919_n

Não tão arrebatador quanto os últimos episódios da segunda metade da temporada final de «Breaking Bad», «Granite State» surge com menos ação e dramaticidade, mas alinha a trama e o destino dos personagens para sua resolução definitiva.

O teaser mostra a minivan que levou Walter (Bryan Cranston) e seu barril de dinheiro para longe de Albuquerque ao final do episódio precedente chegar a um depósito de aspiradores em pó. Ed (Robert Forster) abre a porta do veículo, e Saul (Bob Odenkirk) aparece carregando algumas malas. Temendo por sua vida, ele também decidiu sumir do mapa, e Ed faz arranjos para que ele assuma uma nova identidade em Nebraska. Devendo partir em dois dias, Saul descobre que terá que dividir espaço com Walter, cuja situação é muito mais complexa, o que demanda mais tempo para preparo, e ao questionar como o químico está lidando com a situação, Ed lhe mostra um quarto monitorado onde o vemos furioso, chutando tudo ao redor.

Na sequência, Marie (Betsy Brandt) aparece sendo levada para casa por agentes do DEA, os quais tentam lhe proporcionar o mínimo de consolo após o que parece ter sido uma sessão de interrogatório, e dizem que irão fazer de tudo para localizar Hank (Dean Norris) e Steve (Steven Michael Quezada). Ao chegar frente à sua casa, o lugar está destruído e revirado.

A cena seguinte mostra Jack (Michael Bowen), Kenny (Kevin Rankin) e os demais membros do seu grupo de skin heads assistindo ao vídeo gravado na casa de Hank, e no qual Jesse (Aaron Paul) relata todos os crimes cometidos por ele e Walt. Interessados em descobrir se ele menciona algo a seu respeito, eles aceleram a gravação até o momento em que Jesse relata o assassinato a sangue frio do garoto que testemunhou o roubo dos galões de metalamina por Todd (Jesse Plemons), que sorri, dando a nítida impressão de orgulho frente ao grupo pelo que fez, e o modo como o fez. Furioso, Jack vai até a cela onde está Jesse para finalmente matá-lo, mas Todd o impede, informando que precisa dele para a produção da droga. Jack então conclui que Todd só segue adiante com o processo de produção por estar interessado em Lydia (Laura Fraser), e decide deixar as coisas como estão.

Na cela, Jesse está aos farrapos, e vemos que em suas mãos ele tem a fotografia de Andrea (Emily Rios) e Brock (Ian Posada) que ele pegou do laboratório. Ele então pega o clipe de papel que está preso na fotografia, e tenta usá-lo para abrir suas algemas.

No quarto provisionado nas instalações de Ed, Walt começa a falar para Saul sobre seus planos de vingança contra Jack e seu grupo por terem matado Hank. Ele quer que o advogado o ajude a encontrar um assassino profissional para cumprir a missão, mas Saul aponta que não pode fazer mais nada por ele, e que a despeito da ligação telefônica no episódio anterior no qual Walt afasta qualquer culpa de Skyler (Anna Gunn), sugere que sua ausência fará com que os federais a pressionem e a incriminem como cúmplice, de modo que ele precisa se entregar para que sua família não caia em desgraça. Ed aparece para levar Saul para Nebraska, e Walt informa que o advogado irá partir com ele. Ele então os deixa a sós por mais alguns instantes para que resolvam a situação, e Walt ameaça Saul, dizendo que tudo acaba quando ele disser que está acabado, mas quando o químico sucumbe a uma crise de tosse, o advogado o lembra que tudo já está acabado, e vai embora.

Introspectiva, Skyler está diante de alguns promotores que falam inaudivelmente com ela. Quando questionam ao seu advogado se ela está prestando atenção, ela finalmente os encara e diz que eles querem saber a localização de Walter, ao que ela informa não fazer ideia de onde ele está. Eles então a liberam, mas não sem antes informar que voltarão a falar.

À noite, Skyler olha pela janela para ver policiais vigiando sua residência. Ela então caminha em direção ao quarto de Holly, quando então vê Todd e outros membros do grupo de Jack mascarados. Todd informa que há um grande respeito da parte deles em relação a Walt, motivo pelo qual não farão nada contra ela e sua família. Contudo, ele a faz prometer que jamais revelará coisa alguma aos federais a respeito de Lydia, com a qual encontrou no lava a jato semanas atrás, sugerindo que ela não vai querer vê-los novamente em sua casa.

No dia seguinte, Todd encontra com Lydia numa cafeteria. Não conformada com o fato de que Todd não matou Skyler, temendo um grande risco para si a possibilidade da esposa de Walt revelar às autoridades sobre sua existência, ela decide romper os negócios com o rapaz. Mas quando Todd lhe revela que alcançou o grau de pureza equivalente a 92% da droga, bem como a coloração azul, Lydia aponta que ele chegou ao nível Heisenberg, ao que ele então revela ter Jesse Pinkman trabalhando para eles, e que ele não irá a lugar algum. O rapaz então conclui que o relacionamento entre os dois é reciprocamente bom, e ela fica intrigada, dando a entender que continuará com os negócios com ele.

Ed transporta Walt num caminhão de propano até seu novo lar, uma cabana no melhor estilo espartano num terreno de vários hectares no meio do nada em New Hampshire. Com o suficiente para viver, Walt é informado por Ed que só o verá dentro de um mês, que até lá não tem qualquer acesso a qualquer meio de comunicação e que a cidade mais próxima fica a oito milhas de distância e que se descobrir que ele foi até lá jamais retornará, devendo assim evitar qualquer contato, visto ser o homem mais procurado do país. Quando Ed vai embora, Walt mexe em suas bagagens e encontra o chapéu preto de Heisenberg e o veste. Ele pega alguns maços de dinheiro e caminha até o portão da propriedade. Ele então olha para o longo caminho na neve que terá que percorrer e diz «amanhã».

Enquanto isso, em sua cela, Jesse conseguiu remover as algemas com o clipe de papel, e com uma pilha de tudo o que tem à sua disposição, consegue se equilibrar alcançando as grades acima, cobertas com uma lona. Ao escutar o barulho de alguém que se aproxima, ele imediatamente coloca tudo em ordem e veste as algemas. Todd aparece e lhe dá um pote de sorvete. Jesse então o convence a deixar as grades descobertas para que possa enxergar as estrelas. Quando Todd vai embora, Jesse mais uma vez remove as algemas e tenta alcançar as grades. Ele finalmente consegue se pendurar, e escapa. Mas quando chega ao perímetro da cerca, Jesse é surpreendido pelo grupo de Jack, que provavelmente o viu fugir pelas câmeras de segurança. Ele então os confronta, ordenando que o matem, pois não irá mais cozinhar para eles.

Instantes depois, Todd aparece na residência de Andrea. Ele diz ser amigo de Jesse, e que ele está no carro com vidros escuros estacionado logo em frente. Ensanguentado, Jesse bate a cabeça na janela e tenta gritar para ela, alertando-a do perigo, mas ela não o vê e nem escuta. Andrea caminha pela varanda, e com sua atenção no veículo, Todd a mata com um tiro na cabeça. Devastado, Jesse cai aos prantos, e quando Todd volta para o carro, Jack explica que ainda resta o garoto.

Vários meses depois, Ed aparece, como de costume. A cabana tem suas paredes revestidas de recortes de jornal sobre o caso Heisenberg, e Walt está com barba e cabelos crescidos. Enquanto entrega uma pilha de jornais e uma caixa com vários óculos com grau mais forte para Walt experimentar, Ed informa que Skyler está sendo representada por um advogado sem muita experiência, que está agora trabalhando como despachante numa empresa de taxi, que usa seu nome de solteira e que se mudou, tendo a casa onde moravam sido cercada pelo banco por conta da invasão de delinquentes. Quando pergunta se Walt está pronto, ele o ajuda numa nova rodada de sessão de quimioterapia. Prestes a ir embora, Walt oferece mais $ 10,000 dólares a Ed para que fique mais uma hora. Nesse meio tempo, o químico admite que um dia Ed irá encontrá-lo morto na cabana, e ao perguntar se ele seria capaz de entregar o dinheiro do barril à sua família, este lhe responde se ele acreditaria que sim, caso lhe responde afirmativamente.

Na mesma noite, Walt tenta dormir em meio a vários recortes de jornal, e quando estende o braço para fora da cama, a aliança de casamento cai de seu dedo. Ele então a prende num cordão em torno do pescoço, e vê uma das caixas deixadas por Ed. Ele a enche com maços de dinheiro, e a embala com papel, deixando a cabana.

Walter Jr (RJ Mitte) é chamado por sua professora até a diretoria para atender uma suposta ligação de sua tia Marie. Mas num bar, uma mulher está do outro lado da linha, e paga por Walt, repassa o telefone para ele quando o garoto atende. Walt tenta explicar ao filho tudo de errado que fez, e que foi sempre para o bem da família. Ele então informa que enviará $ 100,000 dólares para o endereço de Louis, amigo de Walter Jr, e que o dinheiro é para ele. Depois de deixar Walt falar tudo o que queria, o rapaz explode e começa a gritar no telefone, acusando-o de ter matado Hank e deixar sua mãe numa péssima situação. Walt tenta se explicar, mas o filho pergunta por que ele simplesmente não morre, e então desliga.

Arrasado, Walt telefona para o escritório do DEA, e pede para falar com a pessoa responsável pelo caso Walter White, revelando ser o próprio. Ele então deixa o telefone fora do gancho e vai até o bar e pede uma bebida, no intuito de ser localizado e levado preso. O barman muda de canal, e Walt pede para ele voltar ao programa The Charlie Rose Show, onde Gretchen (Jessica Hecht) e Elliott Shwartz (Adam Godley), seus ex-sócios na Gray Matter, são entrevistados, e anunciam uma doação de milhões de dólares para a prevenção do uso de drogas no Novo México. Charlie Rose então pergunta se o propósito é minimizar a má reputação da empresa por conta do agora infame Walter White, ex-sócio fundador, e Gretchen responde que a contribuição de Walt na companhia se limita apenas ao próprio nome Gray Matter, e que a despeito da ainda existência de metanfetamina no padrão Heisenberg sendo traficada, ela acredita que o químico, tal como o conhecia, não existe mais, o que deixa Walt furioso, e quando a polícia local chega ao bar, ele não está mais lá.

A menos de uma semana de seu grande final, «Breaking Bad», mesmo nos seus momentos mais exaustivos, mostrou-se uma série como nenhuma outra na televisão. Com enredo instigante, e a premissa de um homem de moral que chega ao fundo do poço e faz o pior de si vir à tona quando acometido por uma situação extrema e na qual sua única grande preocupação é o bem estar de sua família, vimos o personagem gradativamente se deixar corromper pelo meio quando sua vaidade, alimentada pelo reconhecimento de seu talento, destruiu a vida de todos ao seu redor. E se a série tornou Vince Gilligan um dos roteiristas mais proeminentes da atualidade e conferiu o destaque a Bryan Cranston como o grande ator que sempre foi ao dar vida ao inescrupuloso Heisenberg, não foi por menos. Como a história de Walter White acabará só saberemos na semana que vem, mas a julgar por toda a sua trajetória de vida, e o provável grande plano de vingança contra todos que o subestimam aliada a uma possível redenção junto à sua família que ele deve ter planejado, podemos ao menos ter a certeza de que não será um final nada feliz.

Deixe um Comentário