Review do episódio #5.14 de Breaking Bad

br11

A apenas dois episódios do grande final de «Breaking Bad», as coisas ficam cada vez mais tensas, e fã que é fã da série certamente teve problemas para se manter firme na poltrona quando do episódio de ontem, intitulado «Ozymandias».

O episódio começa com uma cena em flashback mostrando a primeira vez em que Jesse (Aaron Paul) e Walter (Bryan Cranston) saíram para o deserto no veículo recreativo que compraram nos primeiros episódios da série para cozinhar metanfetamina. Vemos Jesse reclamar de como demora o cozimento, e Walt fica frustrado com o desinteresse de seu protegido no processo. O químico então se afasta do veículo para uma colina, onde telefona para Skyler (Anna Gunn). O casal tem uma conversa agradável na qual discutem os planos para o jantar, e a esposa sugere o nome Holly para o bebê que esperam. A ligação termina, e gradativamente Walt, Jesse e o veículo desaparecem do cenário, dando lugar aos veículos e a cena do tiroteio ao final do último episódio.

Hank (Dean Norris) foi baleado na perna, e está atrás da sua caminhonete. A poucos passos de distância, o corpo sem vida de seu ex-parceiro, Gomez (Steven Michael Quezada). Ele então vê a arma do colega, e se rasteja até ela. Mas Jack (Michael Bowen) e Kenny (Kevin Rankin) se aproximam, e o impedem de chegar até a arma. Jack aponta a arma para a cabeça de Hank, e Kenny descobre o distintivo de Gomez, identificando-os como agentes do DEA. Antes que Jack possa disparar contra Hank, no entanto, Walt grita de dentro do carro, impedindo-o. Ele sai do veículo, e explica que Hank é seu cunhado, e oferece a Jack $80 milhões em dinheiro que está enterrado ali perto para deixá-lo livre. Hank diz a Walt que Jack já decidiu o que fazer há 10 minutos, e Jack atira contra ele, matando-o. Devastado, Walt cai sobre seus próprios joelhos e fica em estado de choque, enquanto Jack e seu grupo usam as coordenadas informadas pelo químico para desenterrar todo o dinheiro.

Kenny e os outros homens de Jack colocam os barris de dinheiro na caminhoneta e Jack vai até Walt, que olha fixamente para debaixo do seu veículo. Todd (Jesse Plemons) tira as algemas do químico, e Jack lhe informa que vai lhe deixar um barril com dinheiro, bem como pede a ele que não guarde rancor. Walt concorda, mas revela que ele ainda lhe deve o serviço combinado, qual seja, matar Jesse. Jack concorda, mas ninguém sabe onde ele está desde o tiroteio, ao que Walt aponta para debaixo do seu veículo. Os homens de Jack arrastam Jesse para fora, e Jack aponta a arma contra sua cabeça, enquanto Walt sinaliza para que ele termine o serviço. Todd os interrompe, sugerindo que eles precisam antes descobrir o que Jesse contou ao DEA, e promete ele próprio matá-lo depois disso. Walt e Jack concordam, mas antes de Jesse ser levado, Walt revela a ele que assistiu Jane (Krysten Ritter) morrer de overdose e não fez nada para impedir.

Walt atravessa o deserto com o barril de dinheiro em seu carro, quando a gasolina acaba. Ele descobre buracos de bala que furaram o tanque, e longe de qualquer posto, decide rolar o barril com as próprias mãos até encontrar uma casa onde um índio lhe vende uma velha caminhonete.

Enquanto isso, no lava a jato, Skyler tenta telefonar para Walt, porém, sem êxito, deixa mensagens em sua caixa postal. É quando Marie (Betsy Brandt) aparece, e cumprimenta Flynn (RJ Mitte). Ela diz a Skyler que precisam conversar, mas esta informa que é um mau momento, ao que Marie insiste. As duas vão para o escritório, e Marie revela que Hank lhe telefonou há 3 horas para informar que prendeu Walt com a ajuda de Gomez. Ela então lhe diz que Hank fará de tudo para protegê-la, e pede à irmã que entregue todas as evidências que tiver de Walt, inclusive o vídeo feito incriminando Hank para que possa ajudar no caso. Skyler concorda, e Marie pede que contem toda a verdade a Walter Jr.

No laboratório provisionado por Lydia (Laura Fraser) no deserto, Todd tira Jesse da cela. Ele está ferido, e implora por sua vida, informando que contou toda a verdade, e que ninguém mais sabe da investigação. Todd então o leva até o laboratório, e o prende a um cabo de aço preso ao alto. Jesse olha estarrecido para uma foto, e quanto se aproxima, vê que se trata de uma foto de Andrea (Emily Rios) e Brock (Ian Posada), tirada pelos homens de Jack. Todd veste seu uniforme laranja, e diz a Jesse que eles devem cozinhar.

No escritório no lava a jato, Skyler e Marie contam toda a verdade a Flynn, que aos prantos, informa não acreditar numa só palavra do que dizem, e pede para falar com seu pai. Marie protesta no sentido de que ele está sob custódia, e quando o garoto tenta ligar para Hank, não consegue contato. Marie pede a Skyler para levar as crianças para casa, e diz que vai passar mais tarde para vê-la.

Em casa, Walt começa a fazer apressadamente as malas. É quando Skyler chega com Flynn e Holly. Surpresos ao vê-lo, Skyler pergunta o que aconteceu, e Flynn o questiona sobre a prisão e as drogas, ao que Walt ordena que os dois façam as malas o mais depressa possível para que possam partir. Skyler insiste em saber o que aconteceu a Hank, e Flynn continua a questioná-lo sobre os crimes que cometeu, mas Walt se aproxima da esposa, e diz que tem $11 milhões de dólares, ordena que ela faça as malas e que eles sigam em frente. Quando Skyler sugere que o marido matou Hank, Want desconversa e continua a fazer as malas, enquanto Flynn anda atrás dele da casa fazendo perguntas. Skyler então pega uma faca na cozinha e ordena que ele vá embora. Walt tenta tirar a faca da esposa, mas ela o fere na mão. Os dois brigam com a faca, e Flynn grita e protege a mãe, jogando-se na frente de Walt. O garoto então pega o celular e chama a polícia, informando todo o ocorrido. Devastado, Walt diz que eles são uma família. Skyler e Flynn permanecem imóveis, enquanto Walt sai, mas não sem antes pegar Holly no berço e levá-la junto com ele. Desesperada, Skyler vai atrás dele na rua, mas é tarde demais.

Mais tarde, Walt está num banheiro público trocando as fraldas de Holly, e a bebê chora pedindo pela mãe.

Em casa, Skyler, Flynn, Marie e a polícia aguardam contato de Walt. O telefone toca, e quando a voz de Walt surge na secretária telefônica, o investigador sinaliza para que Skyler atenda. Ao atender, Skyler ordena que ele devolva a filha. Walt então começa a gritar com ela, dizendo que a levou para que aprenda que deve ficar na linha. Ele a responsabiliza por tudo o que aconteceu, e que ela nunca mais vai ver Hank, e que se abrir a boca, vai acabar como ele. Ele então insiste que tudo o que fez foi por eles, e Skyler pede desculpas, bem como que ele devolva Holly. Ele então diz que tem outros assuntos a tratar e desliga.

Na sequência, Walt deixa Holly num caminhão no corpo de bombeiros com os sinais de alerta ligados para que ela seja encontrada, e no mesmo lugar em que Jesse deveria se encontrar com o contato de Saul (Bob Odenkirk) há dois episódios para mudar de identidade e de vida, ele agora aguarda a carona com as malas e o barril de dinheiro.

Se «Breaking Bad» jamais esteve no rol das séries previsíveis, agora não restam dúvidas de que os dois últimos episódios, ou como será o grande final para Walt e Jesse serão uma grande surpresa. Lamentavelmente, não temos mais a figura marcante de Hank para fazer parte dos instantes finais da saga que transformou «Mr Chips em Tony Montana», como Vince Gilligan insiste dizer ser a história de Walter White e seu alter ego Heisenberg. Sabemos, porém, que Walt tem assuntos pendentes, como anunciou, e conhecendo Heisenberg como o conhecemos nesses cinco anos, não restam dúvidas de que ele não deixará Jack, Todd e seus capangas impunes do que fizeram. E se a família de Walt, depois da traição de Jesse, era ainda o único elo de ligação do personagem com aquilo que um dia ele foi, e o simbolismo do teaser parece ser uma amostra disso, podemos ter a certeza de que Pinkman também não sairá ileso do que muito provavelmente será um verdadeiro massacre nos momentos finais da série.

Anúncios

Deixe um Comentário

Anúncios
Anúncios