Review do episódio #5.12 de Breaking Bad

esq-bb-game-xlg-12522599

As coisas ficam pesadas no décimo segundo episódio de «Breaking Bad», intitulado «Rabid Dog», quando Jesse (Aaron Paul) parece definitivamente convencido a acabar com Walter (Bryan Cranston) depois de descobrir o que o químico fez para conseguir seu apoio contra Gustavo Fring (Giancarlo Esposito).

teaser mostra Walter chegando frente à sua casa, depois de pegar a arma escondida no lava a jato, onde vê o carro de Saul (Bob Odenkirk) atravessado na entrada e com a porta aberta. Cauteloso, ele entra pelos fundos, com o revólver em punho, vê o carpete encharcado de gasolina, e revista a casa, para descobrir que Jesse não está mais lá.

Acreditando que o rapaz desistiu da ideia de incendiar a residência dos White provavelmente por entender ser o mais sensato, Walter contata Saul para conseguir uma empresa para limpar imediatamente a gasolina de sua casa e para colocar seus homens à procura de Jesse.

Como o odor da gasolina ainda é forte na casa, Walter decide ensopar suas roupas e o banco do seu carro, e quando Skyler (Anna Gunn) e Flynn (Walter White, Jr.) chegam, ele relata que ao parar para abastecer a bomba da gasolina do posto estava com defeito, fazendo um jato do combustível molhá-lo, assim como o interior do carro, o que justificaria o cheiro forte.  Flynn e Skyler se entreolham, e o rapaz pede ao pai para contar a verdade, a de que ele teve mais um desmaio. Walter não admite, mas compra a ideia, e Skyler não se convence. Quando Walter sugere que todos passem uns dias fora, o filho menciona a casa dos tios, mas a ideia de um bom hotel acaba sendo aceita como a melhor opção, sem qualquer desconfiança do adolescente.

Mais tarde, no estacionamento do hotel, Walter se encontra com Saul e Kuby (Bill Burr) para saber se há notícias de Jesse, mas por enquanto nada. Saul explica que Pinkman está bastante alterado quanto Walter revela que quer encontrá-lo para conversar, e recomenda que ele é um caso de «cão raivoso», que dá título ao episódio, e que precisa ser sacrificado, ao que o químico se enfurece, afirmando não admitir a hipótese de matar Jesse.

No quarto, Skyler confronta o marido sobre o que está acontecendo ao noticiar que o viu conversar com alguém no estacionamento, sugerindo saber que alguém está tentando feri-los. Walter então a lembra de Jesse Pinkman, e informa que o rapaz está furioso com ele por algo que fez, mas sem mencionar o que, justificando que foi o correto, completa que a situação está sob controle, confirmando que ele jamais fez mal a alguém. Não convencida, Skyler deduz que ele tentou atear fogo à casa e pede que o marido faça alguma coisa, uma vez que já foram longe demais com o vídeo feito no episódio «Confessions», dando a entender que ele deve matar Jesse se for preciso. Walter, no entanto, insiste que Jesse é inofensivo, e que ele até mesmo desistiu de feri-los ao não consumar o incêndio.

Nisso, o episódio volta ao momento em que Jesse chega à casa dos White. Ele despeja litros de gasolina por toda a sala de estar, pega uma revista, enrola-a e acende a ponta com um isqueiro, quando, subitamente, Hank (Dean Norris) aparece na porta da entrada, e com a arma em punho ordena que ele apague o fogo, pois o tem na mira e assim como o rapaz não quer morrer, ele também não quer atirar. Jesse explode e grita que Walter envenenou uma criança, e que nunca vai parar, ao que Hank o convence de se ajudarem para finalmente pegá-lo.

Hank então leva Jesse para sua casa, e sob a justificativa de que o rapaz é a peça chave para derrubar Walter, Marie (Betsy Brandt), que está inclusive fazendo terapia para lidar com os últimos acontecimentos, concorda em deixá-lo ficar, bem como continuar na casa, quando o marido sugere que ela deve ir para outro lugar. Após, Hank escuta a mensagem deixada por Walter no celular de Jesse, e na qual insiste devem se encontrar para conversar.

Na manhã seguinte, Jesse acorda depois de horas dormindo após ser sedado por Hank, e Marie é gentil com ele. O rapaz vai até a sala de estar, onde encontra Gomez (Steven Michael Quezada) e Hank, que instala uma câmera sobre um tripé no meio da sala, e o convida a se sentar. Jesse retruca que não tem provas de tudo o que Walter fez até o momento, e que nada do que ele disser vai colocá-lo atrás das grades, mas mesmo assim Hank insiste e o faz relatar tudo diante da câmera.

Após, Hank fala com Gomez sobre a gravação, e o colega afirma que acredita na história de Pinkman, mas que, tal como apontado pelo rapaz, inexiste base concreta para pegar Walter. Hank então mostra a Jesse uma segunda mensagem deixada pelo químico em seu celular, pedindo que os dois se encontrem num determinado lugar, e no qual informa que estará sozinho e desarmado, sendo que a única coisa que ele quer é se explicar. Hank sugere que Jesse vá ao encontro grampeado. Pinkman mais uma vez explode, dizendo que Walter é esperto e sortudo demais, e que não vai dar certo. Hank insiste que Walter não vai feri-lo, pois parece realmente se importar com ele, ao que Jesse debocha de tal afirmação. Depois de mais discussão, Hank diz que Pinkman não tem opção. Quando o rapaz vai ao banheiro, Gomez intervém o ex-parceiro, dizendo que Walter pode realmente matar Jesse, e Hank devolve no sentido de que não se importa, desde que tenha a gravação.

No dia seguinte, Hank, Gomez e Jesse chegam ao local do encontro, uma praça pública repleta de pessoas, e veem Walter sentando num banco. Aflito e hesitante, Jesse ainda acredita que não é uma boa ideia, mas Hank o obriga a seguir adiante. Jesse se aproxima do banco, mas quando vê um sujeito grande que parece olhar na sua direção e que está ao lado de um monumento bem em frente a Walter, ele dá meia volta e caminha até um telefone público. Furioso, Hank observa tudo de longe, e escuta Jesse telefonar para o celular de Walter, e sem dar oportunidade ao químico, ele lhe diz que não vai mais se sujeitar a ele, e que queimar sua casa significa coisa alguma, prometendo então pegá-lo onde ele realmente vive.

Jesse desliga o telefone e caminha em direção à rua, quando então a van de Hank estaciona à sua frente. O rapaz entra no veículo, e Hank despeja toda sua fúria por ter colocado o plano a perder, ao que Jesse informa que tem outra forma de pegar Walter White, uma melhor, e então sorri.

Visivelmente decepcionado com o telefonema, Walter se levanta do banco e atravessa a praça, passando pelo sujeito que Jesse acreditou estar ali para uma emboscada, mas que se tratava de um pai que esperava o filho pequeno chegar. Ele então telefona para Todd (Jesse Plemons), e diz que tem um serviço para seu tio.

Quanto mais o grande final de «Breaking Bad» se aproxima, mais tramas e maus entendidos aumentam o conflito do que pode finalmente ser (ou não) o fim de Walter ou Jesse. Contudo, a impaciência de Hank em querer pegar Walter a qualquer custo, a sugestão de Marie ao seu psicanalista de que também é boa conhecedora de venenos sem dar a entender o que pretende, o perigo representado por Lydia (Laura Fraser), e até mesmo o desejo de Walter em estar no controle de tudo e de todos até descobrir que não tem mais controle sobre a única pessoa com a qual parece realmente se importar e que não é de sua família, aliado ainda à carga emotiva de Jesse e que o transformou numa verdadeira bomba relógio prestes a explodir, indicam muitos problemas à vista. Difícil é esperar para ver como será o desenrolar de tudo nos próximos episódios!

Anúncios

Deixe um Comentário

Anúncios
Anúncios