Review do episódio #1.02 de Under the Dome

fireee

O segundo episódio de «Under the Dome», intitulado «The Fire» deixou um pouco a desejar em relação ao piloto. Aliás, verdade seja dita: deixou muito a desejar.

Enquanto o episódio de estreia tem como grande protagonista a redoma propriamente dita e que misteriosamente surgiu para separar a pequena e desvanecida cidadezinha de Chester Mill do resto do mundo, apresentando aos poucos os seus moradores, o segundo episódio parece ter saído de um roteiro falho e perdido.

Lá, no piloto, temos cenas fantásticas, como caminhões e aviões que colidem contra a parede invisível e intransponível e explodem pelos ares. Claro, é notório que uma produção para a televisão não se pode dar ao luxo de a cada episódio investir em efeitos especiais de primeira, bem como precisa dar uma «enrolada» com suas subtramas até que a história principal possa finalmente ser desenvolvida e trabalhada, inclusive de modo a deixar um grande «cliffhanger» para uma eventual nova temporada, o que, no caso, só poderá acontecer se a resposta da audiência for positiva ao longo da temporada.

Aqui, no segundo episódio, porém, não temos nada de mistério que diga respeito à redoma invisível. Temos uma pequena trama que envolve Big Jim (Dean Norris), e um incêndio acidental que destrói a casa do falecido xerife Perkins (Jeff Fahey).

Dale Barbara (Mike Vogel), também tem seus problemas: além de ter que cobrir seus rastros de suposto assassino profissional, torna-se vítima do ciúme doentio de Junior (Alexander Koch), que continua a manter em cativeiro Angie (Britt Robertson). Aliás, embora a subtrama envolvendo esse sequestro seja a menos interessante da série, estranho é notar que Joe (Colin Ford) sequer se deu conta ainda do desaparecimento da própria irmã.

A tensão sexual entre Julia (Rachelle Lefevre) e Barbie é cada vez mais evidente, e a despeito da descoberta por todos de que a cidade está isolada por uma estranha redoma, que agora descobrimos ser semipermeável, todos os habitantes de Chester Mill parecem tranquilos, à exceção do policial Paul (Kevin Sizemore) que, a despeito de uma atitude a princípio insensata, parece ser o único ciente do problema enfrentado e sua realidade: a de que todos podem estar fadados à um destino horrível dentro da redoma.

Anúncios

Deixe um Comentário

Anúncios
Anúncios